8 comentários:
De Maria a 21 de Agosto de 2009 às 00:49
Bom texto! Retracto fiel do que vai no país. O que Portugal precisa é de mudar de regime porque com esta república não iremos a lado nenhum e estamos atrasados em tudo há 100 anos!
Faz todo o sentido comparar o progresso das Monarquias Europeias, com o nosso atraso por sermos uma república!

VIVA O REI!


De rosa a 21 de Agosto de 2009 às 02:04
Maria
Porquê Viva o Rei?


De Maria a 21 de Agosto de 2009 às 11:09
Cara Rosa
Porque quero uma Monarquia para Portugal e portanto numa Monarquia tem que haver um Monarca que é um Rei.
Portugal tem um Rei que é Sua Alteza Real Dom Duarte de Bragança e Herdeiro do Trono de Portugal.
Chega de presidentes a prazo que não têm formação para o ser, é partidário e sai-nos do bolso a campanha para PR. O que o governo português transfere para a casa civil, dá para sustentar 2 Casas Reais Espanholas. Portanto sai-nos mais barato termos um Rei como Chefe da Nação que tem formação para o ser logo que nasce.
Veja aqui neste vídeo e um estudo feito pela revista Exame e tire as suas conclusões:

http://realfamiliaportuguesa.blogspot.com/search?q=A+t%C3%ADtulo+de+curiosidade

Aliás Portugal não tem raízes republicanas porque foi um Rei Dom Afonso Henriques, 1º Rei de Portugal que nos deu a nacionalidade e a independência!

VIVA A MONARQUIA!
VIVA O REI!


De rosa a 21 de Agosto de 2009 às 22:38
Obrigada Maria pela sua resposta.
Se me permite a figura do Rei parece-me andar para traz no tempo.
No entanto gostaria de ver alguma discussão aqui na Luminária.


De Xa2 a 24 de Agosto de 2009 às 11:55
Monarquia versus República

1- Porque quer uma monarquia está no seu livre e democrático direito. Respeite-se.
Eu cá por mim até aceitaria a monarquia, mas com uma condição: ser EU o Rei, ou Príncipe Soberano! Qualquer outra hipótese é um abuso (à minha cidadania e à minha família...) à minha inteligência e direito a viver numa sociedade livre, democrática e com igualdade de direitos logo à partida.
Felizmente (neste aspecto) vivo numa REPÚBLICA democrática e esta não reconhece 'candidatos ao trono', nem títulos de nobreza ou fidalguia portuguesa.

2- Portugal NÃO tem um Rei (nem ''fidalgos'' nem nobreza titulada). Poderá ter putativos candidatos a Rei, duque, marquês, etc. tal como tem candidatos a presidentes da República, dos municípios, freguesias, ...clubes desportivos, etc. E mesmo quanto a este ''pretensioso'' candidato monárquico, convém referir que existem outros com ''iguais direitos pretensiosos'': da família Câmara Pereira, da família, Orleães e Bragança, ... tal como também existem várias famílias pretendentes ao ''trono'' de França e aos 'tronos'' de Itália, ...

3- Quanto aos custos comparados de ''casas reais'' versos ''casas presidenciais'' não façam análises simplórias... e à formação e desempenho de chefes de Estado, compare-se o que é comparável. Em qualquer dos casos esses custos e desempenhos deverão ser apreciados e validados (ou não) pelos respectivos povos, soberanamente!

4- Quanto às raízes e à história (que não devemos renegar):
«Portugal não tem raízes republicanas...» (!!), felizmente a história é dinámica e os povos e suas organizações evoluem ! (é pena que alguns vivam 'à sombra' e 'embaciados' com passadismos...)
«O 1º rei é que nos deu a nacionalidade e a independência!»!! - aconselho a ir estudar bastante mais, pois ...
. a ''nacionalidade'' não nos foi ''dada'' por um rei mas sim ''foi construída por um povo ao longo de séculos''! e com muitas vicissitudes pelo meio; e
. a ''independência'' (política) também não nos foi dada mas sim ''foi conquistada por muitas mãos ... umas com espada, outras com pena, outras com enxada, ... outras com caras ofertas aos papas'' e já a perdemos e conquistámos várias vezes!

Viva a República !
Viva a literacia !


De Maria a 24 de Agosto de 2009 às 17:51
Se a ignorância pagasse imposto estava todo carimbado! Santa ignorância!
Democracia é que rima com Monarquia e nada rima com república, infelizmente. Apenas destruição!
Respeite o quê? Por acaso faltei ao respeito alguém no meu tópico anterior? Ou será que deve respeitar a História de Portugal e não dizer asneiras!!!

Aconselho-o a visitar este site:

http://centenariodarepublica.org/centenário

Também através do site tem acesso a um blogue, aqui:

http://centenario-republica.blogspot.com

E saiba toda a verdade como esta maldita república nos foi imposta e tudo o que nos esconderam durante 100 anos!!!

Enquanto têm uma bandeira inspirada na da carbonária, portanto uma bandeira terrorista a esvoaçar em tudo quanto é canto e cheia de erros heráldicos, nós monarquicos temos uma bandeira linda e limpa com as cores da Nação Portuguesa!

VIVA A MONARQUIA!
VIVA DOM DUARTE DE BRAGANÇA!


De anónimo a 27 de Agosto de 2009 às 11:21
Maria
«Respeite o quê?...» !?!

Xa2 disse:
«Respeite-se.» no sentido de que todos se devem respeitar, independentemente de uns quererem a monarquia e outros a república, ... estão ''no seu livre e democrático direito''.

Quanto a rimas e belezas de bandeiras... gostos não se discutem ...


De República de Cidadãos a 2 de Setembro de 2009 às 17:22

« SÚBDITOS ? NÃO.
SOMOS CIDADÃOS ! »

« As ideias monárquicas só avançam se os republicanos nada fizerem para afirmar as suas. »

vejam: República e Laicidade - associação cívica por uma república secular e laica, por uma sociedade livre, aberta, inclusiva e justa.
http://www.laicidade.org/
e
http://esquerda-republicana.blogspot.com/

Esquerda Republicana:
«Entre le fort et le faible, entre le riche et le pauvre, c´est la liberté qui opprime et la loi qui affranchit.»
(Lacordaire)
'Entre o forte e o fraco, entre o rico e o pobre, é a liberdade que oprime e a lei que liberta'.


Comentar post