6 comentários:
De Continuar no PS ? a 9 de Setembro de 2009 às 12:00
Fonseca Ferreira afirma que Pina Moura não deve continuar no PS
in Diario Noticias, por EVA CABRAL 06.9.2009

O ex-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo e candidato do PS à Câmara de Palmela, António Fonseca Ferreira, considera que Pina Moura, ex-ministro de António Guterres, "não tem condições para se manter no partido", após ter defendido, publicamente, em recentes declarações ao Expresso, o programa eleitoral de Manuela Ferreira Leite e do PSD.

"É inadmissível que Pina Moura considere mais duro e focado o programa eleitoral do PSD em matéria de políticas sociais, numa altura em que os recursos são tão escassos", afirma o candidato socialista em comunicado da sua candidatura.

"São declarações muito graves, porque elogia um programa que defende o desmantelamento do Estado Social e o agravamento das desigualdades sociais, políticas contrárias às opções de sempre dos socialistas e dos fundamentos da esquerda em Portugal", afirma António Fonseca Ferreira. O candidato do PS a Palmela, que é também membro da Comissão Política e da Comissão Nacional do Partido Socialista, manifesta mesmo dúvidas sobre se "alguma vez Joaquim Pina Moura tenha sido verdadeiramente socialista", aludindo ao seu passado político no PCP e à sua incursão no mundo dos altos negócios.

Fonseca Ferreira critica, assim, duramente o ex-ministro das Finanças de Guterres, que disse ao Expresso de 29 de Agosto que considera o programa eleitoral do PSD "mais duro e mais focado" do que o do PS. Para Pina Moura, o PSD apresentou um documento "clarificador" e "divisor de águas" e que tem como base a "assunção de que os recursos são escassos". Pina Moura defende que não se pode continuar a deixar crescer a despesa pública. Recorde-se que, no último congresso nacional dos socialistas, Fonseca Ferreira enfrentou o "unanimismo" no interior do PS, apresentando então uma moção e listas próprias para os vários órgãos de cúpula do seu partido. Agora considera que "a grave crise económica e social" que se abateu sobre o País "está ainda longe" de ser totalmente debelada. O candidato frisa, ainda, que "o PS é a única força em condições para a combater, como tem vindo a provar com as últimas iniciativas de apoio ao investimento, às empresas, ao emprego e às famílias".

AFF
ESQUERDA SOCIALISTA
Corrente de Opinião do Partido Socialista


De expulsar opiniões diferentes ?! a 9 de Setembro de 2009 às 12:10
não gosto, nunca gostei, do comportamento de Pina M. (em abono da verdade tb não nutro simpatia por Fonseca F., e outros).

Mas, daí, partir para pedir a exclusão de um militante (?), porque exprimiu uma opinião diferente do que a expectável (por quem? interpretada como? ...) por alguns outros militantes (muitos? poucos?, dirigentes? de base?...), desculpem lá mas não gosto, nem posso aceitar ! nem no PS nem em qualquer outro partido democrático.


De DD a 5 de Setembro de 2009 às 00:08
Sempre acreditei que o PS só seria derrotado pela queda de uma outra Ponte de Entre-Rios porque foram excelentes as políticas de modernização do Estado com Parce , Simplex , etc. e desenvolvimento escolar com quase metade dos alunos do secundário no ensino técnico e muita, muita coisa mais.

Na verdade, a crise financeira e económica mundial foi o equivalente à queda da ponte e Sócrates é tão culpado como foi Guterres, mas a política é assim. Hoje, uns são bodes expiatórios , amanhã outros.

Manuela Ferreira Leite só tem condições de fazer uma coligação com o CDS. Sócrates pode fazer coligações com qualquer partido ou partidos, tanto á esquerda como com o próprio PSD. É que Sócrates nunca disse que nunca faria uma coligação.

Jerónimo de Sousa diz que não faz coligações com a actual política. É óbvio que uma coligação implica uma política comum que não é a de um ou outro partido, mas sim uma síntese de duas vontades e do que é possível fazer. Sim, sentado à mesma mesa com as estatísticas e números orçamentais as discussões serão sempre diferentes do que é a propaganda eleitoral. Por enquanto só conhecemos propaganda e ninguém fala verdade.

Só o Sócrates fala verdade porque se baseia no que fez e está à vista e na realidade do Mundo de hoje.


De Xa2 a 3 de Setembro de 2009 às 17:16
O Partido Socialista não tem nada a dizer?

Publicado por helenafmatos em 3 Setembro, 2009, Blasfémias

O que anda por aí à volta de Sócrates não é o PS. É sim uma espécie de milícia que vai marcando cada vez mais discreta presença ao seu lado até dia 27. Cada vez vão ter mais cuidado com o ângulo das fotografias. Já começam a medir as palavras para que no futuro ninguém lhas recorde.
Depois do dia 27 muitos deles vão desaparecer e o ónus da muito provável derrota cairá inteirinho sobre Sócrates. Não vai ser bonito de se ver e nem sequer é justo porque se Sócrates chegou aqui foi porque ao longo destes anos eles se mantiveram calados. Quanto ao PS é melhor que acorde. Pois anda a fazer de Bela Adormecida há demasiado tempo.


De Zé das Esquinas o Lisboeta a 3 de Setembro de 2009 às 14:31
Oxalá te enganes.


De rosa a 3 de Setembro de 2009 às 00:43
Oxalá me engane.
Não estará a fazer o papel de lebre?
Quem será que no dia 28 representa o Partido Socialista?


Comentar post