Domingo, 6 de Setembro de 2009

O Jornal Nacional da TVI não gostava de José Sócrates e o afecto era retribuído. A vantagem é que quem frequentava aquela hora já sabia ao que ia: não era possível ter um olhar neutro, até porque o que era oferecido não era um produto jornalístico, assente em factos e no contraditório. Mas essa é outra história, que tinha, aliás, a vantagem de ser clara. A três semanas de eleições, a decisão de pôr fim ao regresso anunciado de Manuela Moura Guedes aos ecrãs é uma decisão notável, que não se percebe a quem convém. Comercialmente não faz sentido que a Media Capital abdique de um programa líder de audiências e politicamente Sócrates sai prejudicado pela percepção de que afinal há "asfixia democrática". Mas, convenhamos, uma televisão privada é uma empresa, em que também há relações hierárquicas. Ora o que poderá uma administração fazer quando uma funcionária se entretém a conceder declarações à imprensa que colocam manifestamente em causa a autonomia das decisões da administração? Pois foi isso que fez Moura Guedes ao dizer, textualmente, que "só se fosse alguém muito estúpido" é que a tirava do ar. Entre fingir que não ouviram ou agir em conformidade face a uma chantagem, a administração agiu. É, no mínimo, estúpido e inoportuno. [Arquivo, Pedro Adão e Silva]



Publicado por JL às 00:03 | link do post | comentar

1 comentário:
De Armando Matos a 6 de Setembro de 2009 às 11:10
Se me permitem usarei um comentário em resposta que fiz num outro blog e que pelo facto espero não estar a contrariar nada nas "leis" dos blogers.
Cá vai
Memórias curtas.
Essa senhora que andou parte da vida a semear tempestades e alguma notoriedade à custa dos outros, conseguiu fazê-lo porque tinha as costas quentes e protecção do director da estação.
Como tudo na vida, existem pessoas que vêm televisão enquanto estão a cozinhar, simplesmente têm a caixinha a funcionar porque ajuda na iluminação da sala ou pode ser que haja outro bigbrother " seja ele qual for, ou "estou à espera da novela e estes anúncios nunca mais acabam".
Resulta nos tais mirabolantes share ou recordes de audiência.
Assim, além de muitíssimas razões que de uma ou outra forma todos nós conhecemos nos que nos são próximos, seja no café, emprego, ginásio (aquela boca e outros mimos), nada de substancia essa senhora criou a não ser, suponho eu, a sua família mas de que ninguém tem de comentar por ser de foro pessoal.
Agora, questão de trabalho a ser comentada, chamar estúpidos aos que lhe dão ordenado se não concordarem com o que ela fazia enquanto lá estava o "capitão gancho"'
Sou um simples funcionário de empresa privada, mas pelo que se vê por esse país fora.... Era de imediato, liminar processo disciplinar por desrespeito à entidade patronal.
Por alma de quem essa senhora é diferente do resto?
Aliás, pelo que se sabe agora, as coisas para o lado da redacção não são tão solidárias assim, bem como começam a saltar histórias ainda encapotadas dos atropelos à "envolvente" ou julgam que toda aquela malta era só abraços e beijos, e também algumas tristes figuras nas festas? Tudo aquilo está tão bem pelo lado dos €uros na TVI que o senhor Moniz foi o primeiro a "saltar fora"?
Os ratos costumam se os primeiros a "saltar fora"
Isto é o espelho e consequência da baixeza dessa senhora.
Que não há santos no meio disto tudo todos nós sabemos, agora ler o que está impresso hipocritamente num jornal de hoje na primeira página (24 horas) que até "há directores de rádio e jornais que lhe dariam trabalho", acabamos de encontrar um grupo de idiotas da mesma laia que desejam andar no "trapézio sem rede".
Até o Carlos Barbosa lembram-se dele ou alguns jornalistas nem sabem quem é? ... e o que foi na comunicação social , se lembra de chorar lágrimas de crocodilo pela coitadinha , além do execrável Cintra Torres que continua a dar os recados encomendados. Ou o subdirector do Jornal de Negócios, ou o director adjunto do Sol ( outro dos faróis da verdade) , os tais que lhe dariam trabalho sem dizerem por encomenda de quem.....
Só tristes


Comentar post

MARCADORES

administração pública

alternativas

ambiente

análise

austeridade

autarquias

banca

bancocracia

bancos

bangsters

capitalismo

cavaco silva

cidadania

classe média

comunicação social

corrupção

crime

crise

crise?

cultura

democracia

desemprego

desgoverno

desigualdade

direita

direitos

direitos humanos

ditadura

dívida

economia

educação

eleições

empresas

esquerda

estado

estado social

estado-capturado

euro

europa

exploração

fascismo

finança

fisco

globalização

governo

grécia

humor

impostos

interesses obscuros

internacional

jornalismo

justiça

legislação

legislativas

liberdade

lisboa

lobbies

manifestação

manipulação

medo

mercados

mfl

mídia

multinacionais

neoliberal

offshores

oligarquia

orçamento

parlamento

partido socialista

partidos

pobreza

poder

política

politica

políticos

portugal

precariedade

presidente da república

privados

privatização

privatizações

propaganda

ps

psd

público

saúde

segurança

sindicalismo

soberania

sociedade

sócrates

solidariedade

trabalhadores

trabalho

transnacionais

transparência

troika

união europeia

valores

todas as tags

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS