2 comentários:
De Zé T. a 15 de Setembro de 2009 às 11:18
25 suicídios na France Telecom, ... suicídios na PSP/GNR portuguesa, etc...
suicídios ... são apenas o ''ponta do iceberg'' de uma situação laboral-social que se está a transformar em pesadelo para milhares de trabalhadores e suas famílias em todos os países.

Mas, para além dos suicídios, existem muitas outras situações perigosas e altamente gravosas tanto para os trabalhadores e suas família, como para a sociedade em geral e para a economia:
acidentes (cardio, vasculares, cerebrais, ...), amputações, quedas, choques, outras lesões físicas e psicológicas, desenvolvimento de doenças, sociopatias, traumas, ...

tudo devido às graves condições de trabalho:
défice de higiene e segurança, aumento de instabilidade/ 'flexibilidade', stress devido a apertados recursos para cumprir objectivos cada vez mais exigentes, avaliações mecanicistas/economicistas, concorrência e competição interna e externa, ameaças de desemprego ou não-promoção ou não-prémios ou mobilidade para pior..., assédio (moral, físico, sexual), censura, desincentivo, crise.

Quando se perspectivavam avanços tecnológicos, robots, computadores, novos fármacos ... dizia-se que essas modernices iriam facilitar o trabalho (em termos de dureza e nº de horas), ficando os trabalhadores e cidadãos em geral com mais qualidade de vida, com mais tempo e mais recursos para o lazer e a família...
Bem nos enganaram e continuam ...

Até quando?
Até quando o esforço e prejuízo de uns muitos serve apenas para o obsceno enriquecimento de uns poucos ?!!
Para quando a responsabilidade social (e criminal) dos empresários, gestores e políticos?


De Anonimo a 13 de Outubro de 2009 às 23:14
Não podia estar mais de acordo com o Zé T.
De facto, estas gestões carnívoras de hoje em dia dão cabo de tudo o que existe! Não só a pessoa directamente afectada, mas o cônjuge, os filhos, os amigos, etc. Vai tudo pelo cano abaixo!

São os novos gestores, pagos a peso de ouro para cortar em tudo! Animais que sugam cada gota de esperança às pessoas. Eu sei bem o que isso é, infelizmente!

Um conselho: Preservem-se! Se não forem vocês, mais ninguém o fará!


Comentar post