2 comentários:
De MIC a 13 de Maio de 2009 às 11:10
Nova Força de Esquerda...é inevitável.
(Jorge Silva, 24-03-2009 , em MIC ] | 13 comentários

" Talvez tenha chegado o derradeiro momento para Alegre perceber que a única saída que lhe resta - e por muito que isso lhe custe - é a de seguir o seu próprio caminho e avançar para um novo espaço de intervenção política de esquerda democrática.Esse será,aliás,por muito paradoxal que pareça,um sobressalto necessário para o PS vir a reencontrar,um dia, a identidade perdida."
( Vicente Jorge Silva,SOL,21/03/09)
...

[9] Mais acção individual, local e geral
M.A., 2009-03-25 17:22:34

Romper com o PS e criar nova força ou partido de esquerda ... ou manter-se no PS e tentar mudá-lo, condiconá-lo ...?

Esta é a grande questão que se coloca a M.Alegre e militantes do PS 'críticos/descontentes'.
Porém, falta considerar os recursos (apoios, programas, estruturas, finanças, ...) e a oportunidade/ timming.

Para o cenário de «romper com o PS»:
Quanto a recursos, creio que ainda faltam alguns (mas faltam/rão sempre) ...que talvez se possam superar com voluntarismo.

Quanto a oportunidade/ timming, creio que o ''comboio acabou de partir'' ... pois para as eleições de 2009 parece já ser tarde (o limite era o Congresso do PS) e, para as eleições presidenciais, ... é um ''outro peditório'', mais restrito,...

Assim (por exclusão voluntária, por inacção ou ...), resta o cenário de «manter-se e tentar mudar o PS».
Este é um 'trabalho' de persistência, duro e de duvidosos frutos ... a colher, eventualmente, bem mais tarde (2010...2011...2013).
Até porque a não ida de Alegre/ 'Corr.Op.Soc.' 'à luta' no Congresso Nacional (com presença, candidatura a líder, apresentação de moções gerais e eleição de delegados - o que veio a ser feito parcialmente pela 'Margem Esquerda'), adiou eventuais e significativas alterações de rumo...

E agora?
Reconhecendo que a ''Aliança'' ficou, de facto, enfraquecida (ainda bem que esta página/blog do MIC existe), ...
agora cada um de nós deve participar, com o que tem e onde está, para a meritória acção cívico-política (ainda que o objectivo comum esteja distante e pouco clarificado)...
e deve deixar de esperar/contar tanto com o ''Super D.Sebastião'' que lhes iria trazer ''a solução em bandeja''.


De RENOVAR a 13 de Maio de 2009 às 02:05
Seria interessante conhecer a proveniência política dos "fundadores" do MIC. Talvez a partir daí se compreenda melhor o seu desiderato.


Comentar post