3 comentários:
De Anónimo a 14 de Outubro de 2009 às 23:00
Os cofres do Estado Apostólico Romano devem estar a precisar de reforço, é tempo, por isso, de promover umas visitinhas a certos lugar de recolha de fundos.

Enquanto as pessoas persistirem que é melhor terem fé no desconhecido do que nas suas próprias capacidades continuaremos a ter sociedades de medíocres que é o que acontece nas sociedades menos cultas e mais subjugadas por religiões.

E viva o velho ... estado novo que assim continua.


De Ter fé a 14 de Outubro de 2009 às 23:04
Quem não tem fé pois que não a tenha, mas deve respeitar a fé de cada um


De Seramago a 15 de Outubro de 2009 às 09:45
Declarações de um comunista culto

José Saramago descreveu-se como um «ateu tranquilo», durante a conversa com o filósofo italiano.
Contudo, afirma que está a mudar a forma de pensar.

O escritor sublinhou que «está a crescer o fascismo» na Europa e que nos próximos anos esta será uma realidade que «atacará com força». «Temos de preparar-nos para enfrentar o ódio e a sede de vingança que os fascistas estão a alimentar»,

Nem sequer o primeiro-ministro italiano Sílvio Berlusconi escapou às palavras do escritor, com Saramago a classificá-lo como a «doença do país», em declarações ao jornal «L`Unita».

«Às insolências reaccionárias da Igreja Católica há que responder com a insolência da inteligência viva, no bom sentido, da palavra responsável. Não podemos permitir que a verdade seja ofendida todos os dias pelos presumíveis representantes de Deus na terra, a quem na realidade só interessa o poder», disse. «A razão pode ser uma moral. Usemo-la».


Comentar post