Segunda-feira, 31 de Outubro de 2011

A diferença entre José Sócrates e Passos Coelho, é que este último mente mais. Duvida? então veja

 


http://www.youtube.com/watch?v=gNu5BBAdQec


MARCADORES: , ,

Publicado por Izanagi às 23:25 | link do post | comentar | comentários (1)

Padre Frederico e Duarte Lima

Há quem diga que um não existe sem o outro, ou dito de outra forma, um é a razão de existência do outro.

Quem ainda se lembra de um tal padre Frederico que, segundo se dizia na época, tinha a protecção do seu respectivo Bispo na Ilha da Madeira? Seria só do bispo essa, tão divina, protecção que lhe permitiu a fuga para o Brasil?

São poucos é verdade, mas ainda há alguém que não esqueceu e coloca agora a hipótese de uma troca, entre os dois estados irmãos, desses dois “filhos ... de Deus”. Pois se um é padre o outro um, carismático, católico praticante e ilustre ex-deputado da Assembleia da Republica.

Esta será a hipótese que o juiz-desembargador brasileiro, Marco António Silva, coloca para que os arguidos, padre Frederico regresse a terras lusas e o advogado Duarte Lima rume até terras cariocas.

Se for para que se faça justiça, nós por cá, não nos importaremos de contribuir com os nossos impostos para que se entregue “o seu a seu dono”.



Publicado por DC às 22:52 | link do post | comentar | comentários (1)

 
Ler mais em:

 


MARCADORES: , , ,

Publicado por [FV] às 11:24 | link do post | comentar | comentários (1)

Cavaco não dominou a besta que é o seu ego político – e pôs a nu que em matéria de sensibilidade social e sentido de Estado ele e o farsola têm muito pouco em comum para além da sigla que os amarra à mesma classe patronal. Mas isso não adiantaria nem atrasaria ao destino dos portugueses se não fossem eles quem a Europa pôs no poder.

A Europa de Merkel e Zarkozy está tão preocupada com o iminente default dos países do sul como com a meteorologia do Burkina Fasso. Mas isso em nada afetaria os portugueses se a devastação de Portugal estivesse apenas nas mãos do FMI.
As medidas de arrasamento económico e escravidão social impostas pela troika nunca na História solucionaram crises. Mas isso não bastaria para arruinar Portugal se o Governo do farsola tivesse uma estratégia económica e financeira.
Vitor Gaspar não tem a menor ideia de que a obsessiva tara de arruinar o Estado para salvar os luxos e os privilégios do capitalismo selvagem assenta na religião de uma corrente neo-liberal caduca e desmentida pela Ciência e pela História, por incompatível com a equidade, as regras do Estado de Direito e do humanismo da civilização contemporânea e o equilíbrio social que são pressuposto da governação dos povos. Mas isso não seria suficiente para assassinar o País e a Nação portugueses se em Portugal não estivesse instalada uma classe de políticos predadores do bem comum à custa do oportunismo e do compadrio protegidos por verdadeiras mafias corporativas.
Os autarcas, políticos profissionais e demais tachistas reunidos na gigantesca associação criminosa que domina Portugal sublimam a incompetência (de nada terem feito na vida senão a graxa, o compadrio e o lobbing político) com a acumulação de mordomias, privilégios e arranjinhos com que se ajeitam entre si – e o consequente locupletamento ladroeiro à custa do erário público. Mas isso não acordaria o Povo se não sofresse a ladroagem mais que na pele e já no osso.
O Povo português é ordeiro, pacífico e resignado. Mas isso não o levaria da indignação à revolta se todos os pressupostos mínimos da decência não estivessem já a ser grosseiramente violados pela corja no poder.
E é por isso que aqueles que toda a vida lutaram pela cidadania, pelo debate de ideias, pela vitória do pensamento e da palavra justos, já sentem um justiceiro gozo diante desta realidade cada vez mais evidente e iminente: A POPULAÇÃO VAI COMEÇAR A ESPERAR OS POLÍTICOS DA TRAFULHICE PROFISSIONAL À PORTA DE SÃO BENTO E NO TERREIRO DO PAÇO - PARA LHES IR ÀS VENTAS!
E nesse dia, que já se avizinha, havemos de ser muitos mais a rir. Pobres mas livres.
por António Leal Salvado [pegada.blogs.sapo.pt]


Publicado por [FV] às 11:13 | link do post | comentar | comentários (1)

E o Vale da Ameixoeira é mesmo aqui ao lado

Foram, recentemente, atribuídos 20 dos 38 talhões que compõe o campus hortícola de Benfica, ali mesmo, paredes meias do Centro Comercial Colombo, a correspondente número de beneficiados dos cerca de 350 concorrentes ao respectivo sorteio.

Prova bastante de que tais iniciativas, idealizadas fazem bastantes anos, pelo arquitecto paisagista, Gonçalo Ribeiro Telles, têm forte acolhimento entre as populações.

Essa idealização, defendida pelo prestigiado estudioso do ambiente e da conservação da natureza, para que Lisboa se torne numa cidade aprazível de viver, seja mais, comunitariamente, ecológica e recupere muitas das suas raízes criando uma orla envolvente de hortas “as hortas de Lisboa” começa a ganhar vida.

Depois de Benfica seguir-se-ão, brevemente, os Jardins de Campolide, as hortas de Carnide, de Telheiras, do Vale de Chelas e, espera-se que não fique para último pois terá sido das primeiras a ser equacionadas e estudadas, as do Vale da Ameixoeira.

Aqui, neste vale, onde ainda brota o liquido que irrigou ao longo de muito séculos hortas e pomares, vinhos e pastos que serviram de alimento a rebanhos da mais variada fauna do reino animal desde o velho forte da Ameixoeira até às entranhas do histórico Conselho de Santa Maria de Belém. Do conselho resta a história registada nos respectivos livros de memórias mas, as hortas poderão ser revividas para gáudio e satisfação a quem a elas queira aderir e dos visitantes.



Publicado por DC às 10:30 | link do post | comentar

Não volto a comprar as marcas "Sagres" e "Luso"

   «O presidente executivo da Sociedade Central de Cervejas (SCC), Alberto da Ponte, defendeu hoje que o setor privado deve apostar nos despedimentos como alternativa aos cortes do subsídio de Natal e de férias aplicado à função pública.
Em declarações à agência Lusa, à margem de uma conferência realizada no Estoril (Cascais) sobre impacto e tecnologias de informação na competitividade, Alberto da Ponte afirmou que "dispensar pessoal é alternativa".
   Alberto da Ponte sublinhou a importância de "ter pessoas motivadas" a trabalhar e, como alternativa aos cortes dos subsídios de Natal e de Férias anunciados pelo Governo no setor público, defendeu que no setor privado quem não tiver uma boa performance deve ser dispensado.
   "Não há espaço para as pessoas que não queiram trabalhar, para a não produtividade, no Portugal de hoje", sustentou.
   "É uma medida excelente para aumentar a produtividade. Se peca, é por ser pouco"
   O gestor da empresa proprietária das marcas Sagres e Luso considerou ainda que o acréscimo de meia hora extra de trabalho, outra das medidas anunciadas pelo Governo para 2012, peca por ser pouco.
   "É uma medida excelente para aumentar a produtividade. Se peca, é por ser pouco", defendeu.» [Expresso]
Parecer (de o Jumento):
Como não aceito o que este senhor diz e defende para o país vou boicotar as suas marcas.


Publicado por Xa2 às 07:36 | link do post | comentar | comentários (3)

Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

O que este governo deveria fazer para tirar o país as situação em que nos encontramos, recessão económica, desemprego, corrupção, ladrões à solta, deficit publico e privado que não mais acaba, etc. etc., era PORRANENHUMA. Ora veja a produtividade que poderia atingir.

Já pensaram naquelas pessoas que dizem que estão a dar mais de 100%, como o agora nosso 1º diz que temos de nos esforçar ?????

Todos nós já estivemos em reuniões em que alguém quer mais que os 100%, não é verdade?

Ora veja como se pode, então, chegar a 200% !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Aqui vai uma pequena matemática que pode ser útil:

Se »  A B C D E  F G  H  I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z,

Corresponderem, respectivamente, 1 2 3 4  5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26

Então teremos » S A B E D O R I A = 19+1+2+5+4+15+18+9+1 = 74%

                            » T R A B A L H A R = 20+18+1+2+1+11+8+1+18 = 80%

                            » A T I T U D E S = 1+20+9+20+21+4+5+19 = 99%

 e     F A Z E R P O R R A N E N H U M A =

6+1+26+5+18+16+15+18+18+1+14+5+14+8+21+13+1=200%

 

Conclusão:

A SABEDORIA dá 74% de aproveitamento, enquanto TRABALHAR vai melhorá-lo um pouco.

Já as ATITUDES vão levar próximo da perfeição. Mas, FAZER PORRA NENHUMA vai-te levar ao dobro da tua capacidade !!!

Se o governo actual estivesse quieto parece que o país estaria bem melhor e ainda estaríamos melhor se o BE e o PCP se não tivessem colado ao PSD e CDS.



Publicado por Zurc às 15:43 | link do post | comentar

OS PORTUGUESES TÊM DE REAGIR,

DE SE INDIGNAR,
DE ENCONTRAR SOLUÇÕES
PARA SAIRMOS DESTE INFERNO.

 

 



Publicado por [FV] às 11:18 | link do post | comentar | comentários (2)

Quinta-feira, 27 de Outubro de 2011



Publicado por [FV] às 18:22 | link do post | comentar | comentários (1)

 

Corre por aí que a ASAE vai mandar encerrar o Parlamento dado que na última visita que por ali fez descobriu que andam todos a comer do mesmo tacho.

Deveriam seguir o exemplo de Carlos César nos Açores que assumiu respeitar o limite de mandatos embora o que a lei em vigor estipula se lhe não aplique. Há manifesta diferença em relação à atitude do seu homólogo madeirense. 

A mesma exigência, rigor e transparência deveria ser aplicada à vida interna partidária pois, é aí que reside e radicam as raízes corruptoras e mafiosas que minam a sociedade portuguesa.

Quantos socialistas pugnarão por igual coerência e quantos os que lhe seguirão o exemplo no plano interno do aparelho? Não nos parece que sejam muitos, a ver vamos mas continuamos a esperar sentados.



Publicado por Zurc às 15:59 | link do post | comentar | comentários (1)

MARCADORES

administração pública

alternativas

ambiente

análise

austeridade

autarquias

banca

bancocracia

bancos

bangsters

capitalismo

cavaco silva

cidadania

classe média

comunicação social

corrupção

crime

crise

crise?

cultura

democracia

desemprego

desgoverno

desigualdade

direita

direitos

direitos humanos

ditadura

dívida

economia

educação

eleições

empresas

esquerda

estado

estado social

estado-capturado

euro

europa

exploração

fascismo

finança

fisco

globalização

governo

grécia

humor

impostos

interesses obscuros

internacional

jornalismo

justiça

legislação

legislativas

liberdade

lisboa

lobbies

manifestação

manipulação

medo

mercados

mfl

mídia

multinacionais

neoliberal

offshores

oligarquia

orçamento

parlamento

partido socialista

partidos

pobreza

poder

política

politica

políticos

portugal

precariedade

presidente da república

privados

privatização

privatizações

propaganda

ps

psd

público

saúde

segurança

sindicalismo

soberania

sociedade

sócrates

solidariedade

trabalhadores

trabalho

transnacionais

transparência

troika

união europeia

valores

todas as tags

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

RSS