O Pide Nuno Melo não vai interrogar Lopes da Mota

O grupo parlamentar do PS chumbou a pretensão do CDS de voltar a fazer da Comissão de Liberdades, Direitos e Garantias uma PIDE para condenar nas televisões e órgãos de informação o procurador Lopes da Mota, interrogando-o com métodos pidescos acerca de conversas particulares que terá tido com colegas ao mesmo nível hierárquico.

Lopes da Mota pode ter referido os nomes de pessoas que não têm qualquer poder nas carreiras e no andamento das investigações em curso na Procuradoria da Justiça, mas não creio que alguém tenha algo com isso.
O grande objectivo do pide Nuno Melo é a perseguição política ao PS e a todas as pessoas que tenha tido relações com o partido ou ocupado postos políticos em governos socialistas.
Lopes da Mota é um dos nomes a ser perseguido politicamente pelo pide Nuno Melo.
Ainda bem que, desta vez, o pide Nuno Melo não consegue levar a cabo a sua perniciosa senha política e imiscuir-se em assuntos próprios da Justiça.
A questão das falsas pressões de Lopes da Mota destina-se a perder tempo, isto é, a prolongar no tempo investigações que na praça pública se destinam a perseguir José Sócrates se, que se tenha algo de credível para o acusar e tornar arguido.
Por enquanto, José Sócrates não é sequer suspeito porque nem há qualquer facto probatório da existência de crime de corrupção, ou seja, não existem dados que provem qualquer movimentação de dinheiros para esse fim. Os ingleses da Serious Fraud Office nada detectaram nas contas da Freeport e enviaram cópias de transferências de dinheiro feitas para arquitectos e construtores do Freeport de Alcochete, pedindo às autoridades portugueses para verificarem se há aí qualquer coisa de ilícito.
Saliente-se que mais de 95% dessas transferências foram feitas na vigência dos Governos de Durão Barroso e Santana Lopes com Nobre Guedes como Ministro do Ambiente e é pouco provável que algo tenha sido pago a um simples deputado da oposição de então.

MARCADORES: , ,

Publicado por DD às 12:02 de 18.05.09 | link do post | comentar |

3 comentários:
De Lumiarense a 18 de Maio de 2009 às 16:06
Não é sério estar a apelidar de "pide" a um deputado, por maiores divergências que se tenha com ele. Afinal a democracia é tolerante...
Para além disso, ainda me vou rir do DD quando lá mais para a frente ele vier aqui "postar" sobre uma eventual coligação do PS com o CDS/PP.


De DD a 18 de Maio de 2009 às 17:15
O adjectivo Pide tem a ver com as atitudes pidescas de interrogatórios com o objectivo político de acusar alguém e não de averiguar a verdade. Acusar para obter dididendos políticos que é o que fazia a PIDE.
É anti-democrático interrogar seja quem for quanto a conversas privadas.
O Ministro da Justiça disse que desconhece em absoluto se o seu nome foi citado e em que circunstâncias.
Quanto a uma coligação PS/CDS não parece provável, mas se existem atitudes pidescas da parte de Nuno Melo não há partidos leprosos. Com o PS não haverá atitudes pidescas, seja em que coligação for.
Na verdade, só o CDS assumiu que pode fazer uma coligação com o PS. Espero que isso não se concretize.
A Manuela F. Leite empenhou a sua palavra no sentido de que nunca fará uma coligação bloco central e os dois partidos mais à esquerda não se cansam de afirmar que não pretendem fazer coligações com o PS.


De militante a 18 de Maio de 2009 às 15:21
DD não precisa de utilizar termos de «pide» ou outros semelhantes para fazer um bom/ polémico post.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO