Uma "grande asneira"

Para o bastonário da Ordem dos Médicos, Pedro Nunes, a criação de um novo curso de Medicina, na Universidade de Aveiro, é uma "grande asneira" e "não devia acontecer" pois "há faculdades de Medicina que chegam e sobram".

Já dissera o mesmo quando foi anunciada a Faculdade de Medicina do Algarve e di-lo sempre que são abertas mais vagas nos cursos de Medicina. Mais médicos significa mais concorrência, e isso assusta a Ordem, para quem há médicos "que chegam e sobram", assim logrando a proeza de se pôr ao mesmo tempo contra Hipócrates e Adam Smith. Para a Ordem dos Médicos, o SNS anda a contratar médicos espanhóis, cubanos, argentinos, uruguaios, etc. não por necessidade, mas por cosmopolitismo. E as povoações do interior queixam-se de não terem médicos de família só por serem queixinhas. Do mesmo modo, os duplos e triplos empregos comuns na classe serão apenas "hóbis". É natural que Pedro Nunes se preocupe com a lei da oferta e da procura e pense justificadamente que mais oferta de médicos fará baixar o preço dos actos médicos. Mas não poderia pensar também um pouco na saúde dos portugueses?

[Jornal de Notícias, Manuel António Pina]


MARCADORES: ,

Publicado por JL às 00:02 de 17.12.09 | link do post | comentar |

4 comentários:
De marcadores a 17 de Dezembro de 2009 às 11:31
Numa revista Visão do ano passado mediante um inquérito feito aos alunos que nesse ano tinham entrado para a Faculdade de Medicina em algumas entrevistas aos caloiros de médias mais elevadas, perante a questão do jornalista ao que os levava a terem escolhido medicina, cito de memória, os resultados eram os seguintes: Em primeiro lugar - por questões económicas (virem a ganhar muito dinheiro), e em segundo - por prestígio social (vaidades, egocentrismo ).
Basta de alunos para medicina por média acima de 19 valores e sem vocação para o exercício da função de médico.
Abaixo a classe elitista dos médicos que perante a função do exercício do acto médico têm como objectivo o lucro e a reverência.
Acabemos com esta classe de 'engenheiros' da medicina que até lhes incomoda 'tocarem' nos doentes.
A Medicina para quem gosta e não para quem tem 'vintes'.


De Izanagi a 17 de Dezembro de 2009 às 23:46
O principal problema nem está nas questões económicas e/ou na questão da viadade, mas sim, em serem tecnicamente incompetentes e não haver qualquer sanção para essa incompetência.


De Zé T. a 17 de Dezembro de 2009 às 09:31
Totalmente de acordo com o articulista.

Ainda há pouco tempo, em determinada especialidade médica era controlada por um sr. (monopolista) que, com um único jovem assistente, era o único professor doutor da cadeira (na única universidade que 'oferecia' essa disciplina) e o único médico da especialidade em todo o país, prestando serviço num hospital público (como director clínico) e no seu consultório e ... E todos os incautos candidatos a escolher aquela especialidade (tanto na universidade como no estágio) eram chumbados ou afastados ... porque o sr queria continuar a controlar todo o mercado e a ganhar milhões à custa da saúde dos portugueses.

BASTA de 'quasi' monopólios, de oligopólios e de carteis !

O acesso ao ensino, à profissão e aos mercados (todos) devem ser livres, concorrenciais (ou concurso público) e transparentes, tendo como única exigência as normas/critérios de qualidade internacionais/gerais e publicitadas antecipadamente.


De Distraído, eu? a 17 de Dezembro de 2009 às 17:24
Governo aprova hoje casamento gay, Parlamento discute em meados de Janeiro
Por Maria José Oliveira e Leonete Botelho

Bloco de Esquerda avisa que só aprovará a proposta se a proibição da adopção vier em diploma separado. PCP a favor do modelo do PS


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO