4 comentários:
De marcadores a 17 de Dezembro de 2009 às 11:31
Numa revista Visão do ano passado mediante um inquérito feito aos alunos que nesse ano tinham entrado para a Faculdade de Medicina em algumas entrevistas aos caloiros de médias mais elevadas, perante a questão do jornalista ao que os levava a terem escolhido medicina, cito de memória, os resultados eram os seguintes: Em primeiro lugar - por questões económicas (virem a ganhar muito dinheiro), e em segundo - por prestígio social (vaidades, egocentrismo ).
Basta de alunos para medicina por média acima de 19 valores e sem vocação para o exercício da função de médico.
Abaixo a classe elitista dos médicos que perante a função do exercício do acto médico têm como objectivo o lucro e a reverência.
Acabemos com esta classe de 'engenheiros' da medicina que até lhes incomoda 'tocarem' nos doentes.
A Medicina para quem gosta e não para quem tem 'vintes'.


De Izanagi a 17 de Dezembro de 2009 às 23:46
O principal problema nem está nas questões económicas e/ou na questão da viadade, mas sim, em serem tecnicamente incompetentes e não haver qualquer sanção para essa incompetência.


Comentar post