3 comentários:
De DD a 20 de Dezembro de 2009 às 20:53
A História de comunistas e trotzquistas apostarem na destruição de partidos socialistas e sociais democractas da IS é já longa.

Hitler subiu ao poder graças ao combate travado por comunistas e luxemburguistas contra o SPD. Nunca aceitaram eleições democráticas e Lenine e Estaline apoiaram tanto o combate contra o SPD que a URSS até fez um pacto com Hitler para depois ser vítima da mais bárbara das guerras que alguma vez se conheceu.



De Izanagi a 20 de Dezembro de 2009 às 13:47
É indiferente o BE antecipar-se ou não ao PS no apoio á candidatura de Manuel Alegre a presidente da república (PR), como é indiferente a apresentação da candidatura de Manuel Alegre no actual momento para tirar espaço ao PS para outro candidato, porque o resultado da reeleição do PR já há algum tempo que está traçado.
E se alguma dúvida houvesse, a estratégica do actual governo que ao invés de mostrar que está de facto preocupado com a situação do país e empenhado em encontrar soluções para os graves problemas com que Portugal se debate, aposta mais em afrontar o PR, há-de ter como consequência, desde logo o reforço na votação em Cavaco Silva, que sem grande esforço - limita-se a informar que não alimenta polémicas fúteis – vê a sua eventual recandidatura reforçada, e num prazo não muito longo a queda do governo, não no timing por si decidido, mas no momento em que for mais penalizado pelo eleitorado, e como expoente desta estratégia, o afastamento do PS durante um longo período do poder, situação para a qual a maioria dos militantes não contribuiu directamente, mas apenas em resultado da sua omissão do papel de militante


De Zé das Esquinas o Lisboeta a 20 de Dezembro de 2009 às 12:10
Perfeitamente de acordo.
E o PS alinha? Não percebeu?
Ou que outras estórias estão por de trás que obrigam os dirigentes do PS a engolir este poeta?
Teremos então que escolher entre um 'pateta alegre' e uma 'barata tonta'?
Triste sina a nossa!


Comentar post