Segunda-feira, 18 de Maio de 2009

Segundo alguns órgãos de comunicação social, 100 mil pessoas integraram, no Sábado a procissão da senhora de Fátima, em Cacilhas. É muita gente!, mas bastante menos que os 250 mil esperadas. A igreja católica parece estar a mobilizar menos que o PCP, a avaliar pelas manifestações promovidas pelo senhor Nogueira.

É por isso que estou de acordo que o Aliaka, ou lá como se chama o sujeito, seja santificado pela santa madre igreja, como um católico exemplar.
Alias, acho até, que seria uma enormidade de uma injustiça, manter o homem preso por ter atirado sobre Carol Voytila. Ele não foi outra ciosa que fosse um instrumento nas mãos de Deus. De outro modo como poderiam os desígnios d’Ele ter sido cumpridos conforme estava profetizado pela senhora de Fátima.
Mais, tendo em conta, também, que tanto comunista se tenha tornado crente, a Rússia se convertido e cumpridos os três segredos profetizados em Portugal, o homem representa bem o que é ser português. Reconheçam lá a nacionalidade ao samaritano. É um caminho para que daqui a meia dúzia de anos possamos ter mais um santo português.
Não há justiça neste mundo é o que é, se não o homem já teria sido declarado santo e português.


MARCADORES:

Publicado por Otsirave às 16:40 | link do post | comentar

3 comentários:
De Anónimo a 18 de Maio de 2009 às 17:18
Pena é que tudo isso não faça baixar o desemprego e não melhor a justiça no mundo.

Se esse tal deus existe deve estar muito velho e distraído , ...

Se cada um não tiver fé em si próprio está bem fu ..do que os senhores empresários, católicos ou não, estão aí para dar as respostas ... solidárias.


De DD a 18 de Maio de 2009 às 22:36
Este Anónimo não percebeu que sempre que se enche um copo até ao cimo a água começa a transbordar para fora.
As economias crescem e aumentam a produtividade até à saturação e, a partir daí, transborda o fluxo material de bens produzidos. E não há solução, porque enquanto o copo não está cheio não há razão para fechar a torneira.
No antigamente, a maior parte das pessoas morriam cedo e até 1850 a população mundial manteve um crescimento muito lento, sendo da ordem dos mil milhões de humanos. A partir daí começou o salto e hoje estamos quase nos sete mil milhões.
O Dr. Charcot disse para as parteiras lavarem as mãos com sabão e álcool e utilizarem roupas limpas saídas das barrelas para agasalharem os nascituros e a explosão foi imediata, de uma mortalidade à nascença de 450 por mil passou-se para 100 e foi descendo até chegar aos 3 a 4 de hoje, em Portugal e na Europa em geral.
Depois veio a penicilina do dr. Flemming que fez duplicar a população em cada vinte e cinco anos.
Em 2007 foram fabricados 56 milhões de automóveis no Mundo e o parque automóvel ultrapassou os 700 milhões.
Que fazer?


De Anónimo a 19 de Maio de 2009 às 09:33
Senhor "DD" que fazer?

Há vários copos a transbordar e não um só.

Há o copo dos excessos de produção em certas zonas do globo, mas só aí;

Há o copo do excesso de famintos por todo o globo ainda que numas regiões mais do que noutras;

Há o excesso de natalidade numas regiões e população a diminuir em muitos paises;

Há o excesso de falta de equilibrios, mesmo ecologico e planetário.

Há excesso de tudo o que é mau e falta de quase tudo o que é necessário, incluindo o equilibrio do bom senso.

Senhor "DD" secalhar deveria haver a coragem de se acabar com as fronteiras geograficas. Se para o capital financeiro já acabaram há muito tempo, para os serviços são incipientes, porque não acabar com elas, também para as pessoas?

Isso é perigoso, não é?

Porque se não exigem as mesmas condições de trabalho e de vida,segundo as suas necessidades e capacidas, para todo e qualquer cidadão viva ele onde viver trabalhe ele onde trabalhar.

Os trabalhadores da china, de africa ou qualquer outro lugar deveriam ter iguais condições às dos europeus, japoneses ou americanos, não acha?


Comentar post

MARCADORES

administração pública

alternativas

ambiente

análise

austeridade

autarquias

banca

bancocracia

bancos

bangsters

capitalismo

cavaco silva

cidadania

classe média

comunicação social

corrupção

crime

crise

crise?

cultura

democracia

desemprego

desgoverno

desigualdade

direita

direitos

direitos humanos

ditadura

dívida

economia

educação

eleições

empresas

esquerda

estado

estado social

estado-capturado

euro

europa

exploração

fascismo

finança

fisco

globalização

governo

grécia

humor

impostos

interesses obscuros

internacional

jornalismo

justiça

legislação

legislativas

liberdade

lisboa

lobbies

manifestação

manipulação

medo

mercados

mfl

mídia

multinacionais

neoliberal

offshores

oligarquia

orçamento

parlamento

partido socialista

partidos

pobreza

poder

política

politica

políticos

portugal

precariedade

presidente da república

privados

privatização

privatizações

propaganda

ps

psd

público

saúde

segurança

sindicalismo

soberania

sociedade

sócrates

solidariedade

trabalhadores

trabalho

transnacionais

transparência

troika

união europeia

valores

todas as tags

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS