O futuro está ao nosso alcance


 CLUBE  DO  CAIS  DO  SODRÉ

Podia ser este ou outro nome.
      O que interessa é que hoje ao fim da tarde nasceu em Lisboa um clube de Economia e Prospectiva. Um Think Thank bem preciso.
      Entre nós há uma tremenda falta de debate nos diferentes domínios e uma tentativa forte no sentido de sustentar na sociedade o pensamento único.
      Os seis fundadores deste clube (João Ferreira do Amaral, Manuel Caldeira Cabral, José Maria Brandão de Brito, João Confraria, António Mendonça e Luis Nazaré) são pessoas conhecidas, com trabalho produzido.que vão em sentido divergente do que se acabou de dizer. Registo, por isso, aqui o meu apreço pela iniciativa, desejando ao Clube (melhor, a Portugal, aos portugueses) um bom futuro.
     O documento que acompanhou o seu lançamento, chamado CONSTRUIR O FUTURO, é um documento curto em linguagem simples e vê nas políticas públicas uma ferramenta com um papel especial no desenvolvimento económico e social do País.
     Daí que parágrafo final intitulado "o futuro está ao nosso alcance" afirme:

"
Portugal tem futuro. É certo que os desafios que temos pela frentes são difíceis de superar. Mas se soubermos explorar novos caminhos, jogando com os nossos recursos distintivos, potenciando o nosso capital humano e valorizando o contributo que todos podem dar numa sociedade mais inclusiva, se soubermos definir e realizar as politicas públicas necessárias, se não ficarmos bloqueados pelo discurso serôdio do imobilismo, se abandonarmos o fatalismo e a descrença e nos concentrarmos na acção, então Portugal poderá prosseguir um caminho de progresso e desenvolvimento."


#   por Joao Abel de Freitas, PuxaPalavra, 28.1.2010

 



Publicado por Xa2 às 07:05 de 29.01.10 | link do post | comentar |

2 comentários:
De Zé das Esquinas o Lisboeta a 30 de Janeiro de 2010 às 10:00
Nesta fase de crise económica global, cá para mim, os economistas estão proibidos de pensar, quanto mais de falar...


De Ingenuidade a 29 de Janeiro de 2010 às 19:32
Em termos práticos qual foi o contributo destes senhores para a criação de emprego e para o crescimento da economia nacional? Criaram empresas ? se criaram não são daquelas que sobrevivem fruto da exploraçaõ que fazem ao Estado? Nas suas empresas as retribuições aos trabalhadores são justas? Se se verificarem estes pressupostos reconheco-lhes autoridade para falarem, se nada disto se verifica e mais não têm sido do que meros "mangas de alpaca" ao serviço do Estado que os remunera principescamente, então é melhor para o país e para a generalidade dos cidadãos que estejam calados. O que o país precisa é de quem não o explore e contribua para a riqueza nacional e não de quem ande sistematicamente a comer desmesuradamente a riqueza produzida duma forma quase escrava por grande parte dos cidadãos.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO