2 comentários:
De 'comer e sacar no perímetro' do OGE a 3 de Fevereiro de 2010 às 10:15
com centenas (milhares?!) de fundações, associações, empresas e parcerias público-privadas ... a 'comer ' à custa do Orçamento público, do Estado (central, regionais, municipais, freguesias ...) seja através de subsídios, transferências directas e indirectas, oferta/disponibilização de imóveis, mobiliário, consumíveis, electricidade, ... seja pela assumpção de despesas e dívidas ... ou pela aquisição de ''serviços' e estudos'' ... - como dizia aquele ptof do ISEG: ''há muito défice (no perímetro do OGE) para além do défice do Orçamento''...


De economistas-barões-burlões a 3 de Fevereiro de 2010 às 10:49
os 'barões deste país' falam em 'cortar' na despesa da Adm.Pública (alguns até dizem claramente 'cortar nos FP e seus salários') ...

mas ''esquecem-se'' sempre de dizer que estão ou passaram pelo sector público ou para-público (: governo, dir.gerais, institutos, empresas, fundações, ...) com óptimos 'tachos' como presidentes, administradores, dirigentes, assessores, consultores, ... prémios, subsídios de 're-integração, ajudas de custo, ...
e reformas douradas (acumulando várias) obtidas em poucos anos de trabalho e acima (alguns muitas vezes acima) da remuneração do Presidente da República !!!

e (agora, mais uma vez) os trabalhadores da Adm.Púb. é que têm de pagar os seus excessos e má gestão ?!! vão todos bugiar ...!!!


Comentar post