De Izanagi a 19 de Fevereiro de 2010 às 00:25
Com a crise que por cá vai, um pouco de humor seria bem-vindo. Mas dizer que o texto em causa é humorístico exige um grande esforço criativo, apoiado numas “fumaças”.
Mas já neste post, DD não se assume como humorista (de facto não é humorista quem quer e o humor nunca coabitou bem com o fundamentalismo) e aceita sem reservas e sem necessidade de prova a afirmação do Procurador-geral da República, quando este afirma que à face da lei a tentativa de controlar a comunicação social, pelo actual primeiro-ministro não é crime.
Provavelmente por outro primeiro-ministro já seria, concluo eu.
Mas não são as minhas “conclusões” que importam, o que é relevante e merece uma especial atenção é o facto de haver uma pessoa com capacidade exclusiva de decidir se determinado comportamento é crime ou não. Já aqui o disse que para termos memória duma situação assim, temos de recuar até D. João V, pois nem mesmo Nicolae Ceauşescu conseguiu um poder tão desmesurado e anti-democrático.
Poderão argumentar que são as leis que temos, mas sabemos que as leis têm o seu parto na maternidade Assembleia da República e os progenitores, mãe e pai, foram até muito recentemente, eleitos por um formal partido designado, PS.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres