Assim talvez vá votar

Segundo o jornal o SOL o actual secretariado da Concelhia do PS de Lisboa lançara um candidato próprio a Presidente da respectiva Comissão Politica e que a escolha terá recaído em Tiago Bastos, actual Presidente da Secção socialista da Almirante Reis.

Considerando que já está no terreno o candidato que, segundo alguns órgãos de comunicação social, é o oficial indigitado pelo partido e que dá pelo nome de Rui Paulo Figueiredo, isto demonstra alguma, pelo menos alguma, vitalidade partidária.

No PSD parece viverem-se os mesmos desígnios não fora o que está por detrás de tais candidaturas. Infelizmente, para os partidos e para a própria democracia, o que movem tais políticos e respectivos acólitos são a obtenção do poder para uso em proveito próprio em vez da intenção de servir o bem comum.

Contudo, no caso que me toca mais de perto, tenho como princípio não votar em listas únicas, a menos que eu próprio dela faça parte. Em democracia devem existir diferentes possibilidades de escolha de contrário torna-se um plebiscito que pode muito bem ser um auto-elogio.

Por onde andam os debates de ideias e as propostas de inovação da democracia partidária e da democracia nacional?

Já pensei em pegar numa lanterna e aproveitar a hora de almoço para ir em busca de respostas, mas como o sol tem andado encoberto receio que a luz artificial seja insuficiente e o meu esforço recaia em tempo perdido. Aguardo melhores dias.

 



Publicado por Otsirave às 10:08 de 23.02.10 | link do post | comentar |

15 comentários:
De Filosófos e filosofias a 24 de Fevereiro de 2010 às 17:21
Vejo, com agrado, que o camarada Boavida é pessoa erudita e fortemente conhecedor dos filósofos anglo-irlandeses.

Eu fico por cá porque sempre defendi que “o que é nacional é bom” sem desmerecimento, claro está do que de bom venha de fora. Fico-me pelo “mestre” Agostinho da Silva e prefiro reconhecer que “é meu amigo aquele que é capaz de me afrontar, seria e honestamente, e não o que está sempre de acordo comigo, eventualmente, por conveniência”.

Há efectivamente, como bem refere um outro, também eventual, camarada “peditórios para os quais já dei”.

Embora, não conhecendo o camarada Boavida não deixo de estar de acordo consigo, mas só em parte.

E reconheço, sem qualquer sacrifício, que faz muito bem o camarada João Boavida em estar no “combate” com o camarada Rui Paulo.

Não deixo, contudo e com humildade, de alertar para o facto da necessidade (se vierem a ser poder) de “recuperar”, se ainda for possível, militantes arredados pelos que vos antecederam.


De outro Zé a 24 de Fevereiro de 2010 às 17:35
O filósofo de Agostinho da Silva tirou-me palavras da boca .

Este pessoal que passa pelo Luminária demonstra que tem qualidade e massa encefálica.
Parabéns.


De Factos ou intenções? a 24 de Fevereiro de 2010 às 14:57
O mais grave de tudo isto é que, uma grande parte dos políticos de agora, persistem em confundir factos com processo de intenções. Meu caro Boavida eu não duvido, em princípio, de que as intenções do camarada sejam sérias, honestas e boas. Mas, chamar a isso factos, é uma confusão mortífera.

Factos são os, viciados, comportamentos que, a grande maioria, dos usadores dos poderes publicos e económicos fazem em proveito próprio e em beneficio corporativo das corporações a que pertencem, sem olhar a meios nem a prejuízos causados a terceiros, mesmo de quem devem solidariedades.

Que o camarada trabalhe “para uma concelhia e um partido melhor” é uma intenção, uma boa intenção, mas não é mais que isso. Daqui por algum tempo veremos se não continuará tudo na mesma se não prior. É que para piorar basta não fazer alguma coisa.

A crítica já é fazer alguma coisa, depois falta que quem tem o poder seja capaz de dar espaço aos críticos em vez de os ostracizar como sempre tem acontecido. Será que não continuará a suceder, de futuro?

Atentem bem no que vem sucedendo em grande parte das secções, nomeadamente na do Lumiar, Ameixoeira Charneca. Confundir amizades pessoais com estratégias políticas e autárquicas não será, nunca será boa política.

“Fora isso tudo bem”.


De João Boavida a 24 de Fevereiro de 2010 às 16:49
Agradeço a candura com se refere às minhas intenções e sem dúvida que intenções são diferentes de factos. Alias devo reconhecer que se a critica tem valor, ela deve ser apoiada em factos concretos. Infeliizmente devo reconhecer que não tenho conhecimento dos factos a que se refere, nem tenho o habito de comentar as secções dos outros.
Concordo em absoluto que a inércia e a inação são receitas para piorar o estado das coisas. Uma das minhas citações preferidas é de Edmund Burke "All that is necessary for the triumph of evil is that good men do nothing." E é exactamente por isso que embora valorize a critica, não me contento por esperar que "quem tem o poder seja capaz de dar espaço aos críticos". Ajo, bem ou mal, correcta ou incorrectamente, sabedor ou não dos factos, em prol daquilo que considero correcto. E a única coisa que lhe posso garantir, em termos pessoais é em aprender com os erros que for cometendo e me forem apontados, e NÃO DEIXAR DE AGIR EM PROL DAQUILO QUE CONSIDERO CORRECTO.
Talvez o tempo desprove esta minha "intenção", mas este é um peditório para o qual espero nunca deixar de contribuir.
E talvez, na minha inocencia, consiga arrastar outros para voltar a contribuir para um peditório que sem dúvida merece a nossa participação.


De Amigo a 24 de Fevereiro de 2010 às 17:27
Quase que me 'leva às cordas' com :
''Tudo o que é necessário para o triunfo do Mal é que os homens bons não façam nada''
...e o que se segue tb é bom
«
E é exactamente por isso que embora valorize a critica, não me contento por esperar que "quem tem o poder seja capaz de dar espaço aos críticos". Ajo, bem ou mal, correcta ou incorrectamente, sabedor ou não dos factos, em prol daquilo que considero correcto. E a única coisa que lhe posso garantir, em termos pessoais é em aprender com os erros que for cometendo e me forem apontados, e NÃO DEIXAR DE AGIR EM PROL DAQUILO QUE CONSIDERO CORRECTO.
»
veremos o que se seguirá na concelhia e no partido em geral, nos próximos tempos...

Se quiser ter uma ideia de ''como andam as hostes PS Lisboa'' continue a acompanhar os postes e comentários aqui no Luminária ... ou faça uma pesquisa ao que aqui vem sendo escrito, do local ao nacional:
alguns apoios, várias sugestões, muitas dúvidas, interrogações, descontentamento, ...


De João Boavida a 24 de Fevereiro de 2010 às 11:00
Se quiser comentar com mais "factos", se quiser saber o que se debateu, se quiser ver se ouve mais do que manifesações de apoio, tem hoje outra oportunidade, desta vez na seção do Limoeiro. E só querer estar presente (e nesse querer encontra alguns dos porquês causas e consequencias de que fala).
Sendo mais claro, não é dificl falar mal, deixando sempre a salvaguarda de que realmente não se tem muitos factos, o dificil é fazer algma coisa acerca do assunto.
Eu tenho a ambição de participar numa concelhia melhor, num partido melhor, e estou a trabalhar para isso. E porque o partido somos todos nós, não quer vir dar uma ajuda?


De anti-marketing a 24 de Fevereiro de 2010 às 14:24
Eu também não fui aos Olivais nem irei ao Limoeiro... fui a outra e concordo com outros comentadores que este 'modus operandi' do Partido cada vez interessa menos... e os factos comprovam-no.
Quanto a
«participar numa concelhia melhor, num partido melhor, e estou a trabalhar para isso. E porque o partido somos todos nós, não quer vir dar uma ajuda? »
já dei para esse peditório... mas continuarei a pugnar pelo Socialismo e pela Cidadania



De Boas...vidas a 23 de Fevereiro de 2010 às 17:03
Boavida parece que se contenta com pouco, pouco mais que nada ou ao invés, qualquer coisa de pouco concreto. Sorte a sua é homem crente...

Eu, por mim, estou mais de acordo com o autor do post, até porque demonstra alguma coerência política, não sendo sectário.

Ainda vai havendo gente com alguma lucidez. É o que nos vai valendo.


De João Boavida a 23 de Fevereiro de 2010 às 22:53
Agradeço o elogio, é dificil encontrar pessoas crentes hoje em dia (pelo menos em termos laicos).
Em nada discordo do autor do texto, alias devo dizer que o elogio das candidaturas e da liberdade de escolha entre diversas candidaturas é algo que não tem faltado na candidatura que eu apoio.
Se mereço o elogio de crente, é porque tenho procurado ter informação, seja na internet, no facebook ou nas secções do partido. Espero que partilhe da crença que esta partilha de informações é em tudo benefica para todos, militantes ou não.
É claro que se não se consegue acreditar em nada, nesse caso sugiro São Tomas de Aquino ou um outro autor católico...


De Má Vida a 23 de Fevereiro de 2010 às 23:45
Secções do partido?
Mas há?


De João Boavida a 23 de Fevereiro de 2010 às 23:50
Eu estou neste momento numa. E se não acreditar, veja as fotografias: http://www.facebook.com/?ref=logo#!/album.php?aid=190903&id=276282559947&ref=nf


De Zé T. a 24 de Fevereiro de 2010 às 10:22
Por assumida resistência minha não entro/ participo em ''facebooks'' nem em outras ''redes sociais internet'' totalmente abertas ... - bastam-me os blogs, a rede de e-mails e os encontros com amigos ...

mas... fui ver este link e encontrei:
«
16 fotos expostas no / por : Mais Ambição Por Lisboa's Photos - Secção dos Olivais-Apres. da Candidatura.
(e comentário de:)
Pedro, Flor-bela and José like this.
Mais Ambição Por Lisboa Casa cheia! De novo. A participação nas sessões de secções de residência continua em grande! :)
»
Contam-se 31a 35 pessoas (sala quase cheia) (entre elementos da secção, candidato e seus acompanhantes) numa das maiores secções de Lisboa e do país (entre 350 e 700 'militantes').
Desconheço o que se debateu ... se se debateu algum assunto ou problema... ou se foi apenas uma apresentação de um candidato e manisfestações de apoio...
Estes são os factos... agora pensem nos porquês, causas e consequências...


De Zé das Esquinas o Lisboeta a 24 de Fevereiro de 2010 às 10:36
Grande Zé T.!
Não perdoas nada.


De João Boavida a 23 de Fevereiro de 2010 às 16:15
Sugiro uma procura rápida na internet e facebook, talvez dispense o uso de lanterna e ainda lhe sobre tempo para almoçar.


De Militante às vezes... a 23 de Fevereiro de 2010 às 10:51
Comungo totalmente da sua posição.

«... tenho como princípio não votar em listas únicas, a menos que eu próprio dela faça parte.
Em democracia devem existir diferentes possibilidades de escolha de contrário torna-se um plebiscito que pode muito bem ser um auto-elogio. »

Assim irei votar !
Ainda não sei em quem, porque, como não os conheço directamente (nem o seu cv, nem ideias, valores e práticas) espero a apresentação das suas propostas ou projectos concretos (e não apenas discursos redondos de tretas e chavões) - na falta destes votarei usando o ''olhómetro' do parece-me e cheira-me ...'' ou votarei em branco.

Por razões deste teor, defendo que todos os potenciais votos deveriam ser valorizados: as abstenções, os brancos, os nulos, e não só os assinalados nas lista/s candidatos A ou B ou C - todos eles têm um significado próprio, a que deveria corresponder um valor (positivo ou negativo) e uma responsabilização consequente.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO