De a 16 de Março de 2010 às 15:27
10 Mar 2010 às 23:51

parece-me razoável questionar a lógica de colocar privados a gerir serviços públicos mas deixo agumas observações,
- o essencial é que se mantenham garantias contratualizadas de universalidade de acesso e de qualidade
- lembram-se do inferno que era pedir uma linha telefonica à PT-empresa pública? melhorou brutamente o nível de serviço com a privatização, tanto em lx como na aldeia mais remota
- as águas de portugal, tão maltratadas por quem nada percebe do assunto, prestam um serviço com um nível de qualidade muitissimo superior às empresas municipais. se vocês soubessem a diferença no profissionalismo do tratamento da água nem bebiam água nalguns concelhos com águas “públicas”. a água é quase grátis mas a que preço…
- por outro lado também está demonstrado que se pode gerir bem empresas públicas.

no fundo acho pouco importante a questão, desde que se fiscalize a “concessão” ou a empresa pública. o mal é que isso não se faz neste país.



Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres