PS voltaria a vencer folgado em eleições legislativas

Socialistas ganham vantagem ao PSD e estão cinco pontos acima das últimas legislativas. Bloco regista quebra significativa

Nem os mediáticos casos TVI e "Face Oculta", nem a avaliação negativa dos inquiridos ao desempenho do Governo parecem dados suficientemente fortes para abalar o Partido Socialista. Se hoje se realizassem eleições legislativas, José Sócrates seria reeleito com 41% dos votos. Uma percentagem quase cinco pontos superior ao resultado eleitoral do seu partido em Setembro último.
O PSD, em disputa acesa há meses pela liderança do partido, com Manuela Ferreira de Leite em breve a abandonar o cargo, aparece como a segunda força mais votada (33%), mas a uma distância significativa dos socialistas. Estes são alguns dos resultados de uma sondagem da Universidade Católica para DN, JN, RTP e Antena 1.
Segundo este estudo de opinião, realizado entre os dias 6 e 9 deste mês, o CDS-PP consolida a posição de terceira força. O partido de Paulo Portas aparece com um resultado de 10%, mais três pontos em comparação com os resultados do Barómetro DN de Setembro último - e um resultado próximo do que teve nas eleições.
Nas forças à esquerda dos socialistas, a tendência é inversa. A CDU (6%) e o BE (6%) descem nas intenções de voto. Sendo, no entanto, no campo dos bloquistas que se verifica uma quebra mais significativa. A formação liderada por Francisco Louçã perde seis pontos percentuais, perdendo metade das intenções de voto.
José Sócrates venceria as eleições, com um resultado próximo da maioria absoluta. Contudo - e é um dado curioso desta sondagem - os mesmos inquiridos fazem uma avaliação negativa do seu Governo. Mais: em relação ao último barómetro, desce de forma significativa o número de pessoas que dão nota positiva ao Executivo.
Como se explica esta aparente contradição dos portugueses? O mesmo estudo de opinião da Católica indica uma resposta possível. A maioria dos inquiridos não vislumbra no lado da oposição um partido que, na actual conjuntura, tenha um melhor desempenho que o Governo minoritário de José Sócrates.
Apesar da avaliação negativa ao trabalho do Governo, cresce o número de pessoas que não acreditam na possibilidade de a oposição fazer melhor. Dos inquiridos, apenas 23% responderam que algum partido da oposição pode fazer melhor, contra 55% que não acreditam nessa possibilidade.
Esta desconfiança dos portugueses à capacidade de a oposição governar o País pode, enfim, ser um reflexo do que se passa no PSD. O maior partido da oposição mantém há várias anos uma liderança intermitente, enfraquecida por constantes lutas internas pelo poder. Uma situação agravada pela pesada derrota dos sociais- -democratas nas últimas eleições legislativas.
Quando se pensava que a líder do PSD abandonaria o cargo, após as legislativas, tal não aconteceu. Manuela Ferreira Leite quis ir até ao fim do mandato, mantendo dessa forma a indecisão no partido. Com a eleição de um novo líder - Passos Coelho, Paulo Rangel ou Pedro Aguiar-Branco - , nas directas de dia 26, talvez o problema da liderança dos sociais-democratas fique resolvido. E, a partir daí, os portugueses exigirão mais da oposição. No entender de 42% dos inquiridos, refira-se, o PSD é o partido da oposição que "faria melhor que o actual Governo, se estivesse a governar
DN

MARCADORES: , ,

Publicado por Izanagi às 09:55 de 13.03.10 | link do post | comentar |

2 comentários:
De DD a 13 de Março de 2010 às 17:36
É evidente que tentar imputar a crise mundial e os seus reflexos no País a José Sócrates é fazer de todos os portugueses estúpidos. Mesmo as pessoas mais humildes que vêem televisão sabem que há uma crise mundial.
Para além disso, as oposições, sejam de esquerda ou de direita, não apresentam soluções, nem credíveis nem não credíveis.
Veja-se o PSD. Era contra o TGV, agora é a favor. Provavelmente vai querer o novo aeroporto se o governo deixar cair a obra como parece que está lentamente a acontecer.
Dizer mal, todos sabem; fazer melhor nem sabe e ninguém tem coragem de deitar o governo abaixo.
Os juízes tentam o assassínio de carácter, mas não estão a conseguir porque a justiça está de rastos. Veja-se que a grande burla de milhões de euros feita no exército só agora parece que vai a tribunal ao fim de 10 anos de investigação. Sinal evidente de incompetência. preguiça ou corrupção dentro da própria justiça.
Não são as leis que são más, são as pessoas que por razões diversas não fujncionam.


De vidência ou politologia ? a 15 de Março de 2010 às 09:12
A crise é internacional é um facto.
As oposições não são credíveis ao eleitorado também parece ser verdade.
A justiça não funciona ou funciona mal e só para alguns também se constata.
Agora as restantes afirmações já são muito duvidosas.
- As pessoas funcionam em muitos outros domínios... logo terão de ser as Leis que são Más...
- Espere-se mais um pouco ... até haver nova liderança do PSD e ''deixar cozer o governo sócrates'' um pouco mais na crise e no apertar do cinto aos portugueses...
e veremos as moções de censura da oposição a aparecer ...
o próximo orçamento de Estado já não deve passar na AR e daí até à queda será um passinho intermediado de acusações para todo o lado e crises politicas na AR e no PS.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO