3 comentários:
De marcadores a 29 de Março de 2010 às 10:45
Ainda mais uma achega.
O concurso "O Preço Certo".
Vejam a receita de sucesso que o popular Fernando Mendes trouxe ao formato internacional do programa.
- Escolha criteriosa das assistentes, personalizada na 'famosa' Lenka ;
- Escolha quase sempre criteriosa de as vestir/despir;
- Constantes chamadas de atenção para a sexualidade delas;
- Procura da cãmara em captar pequenos pormenores dos seus corpos quando focam os prémios - líbido;
- Vejam os olhares e sorrisos do público, quer no masculino quer no feminino;
- E, sendo um concurso com uma linguagem algo brejeira, ao modo da chamada revista à Portuguesa, nunca chega ao 'mau gosto'.
Claro que este é um produto ganhador da RTP, que até faz de 'almofada' ao Telejornal e que graças às características especiais e inteligência do do seu apresentador deveria servir de estudo nas escolas de marketing.
Um abraço!


De marcadores a 28 de Março de 2010 às 21:14
Tudo, quase tudo o que aqui se diz é verdade. Só que em publicidade o contrário também pode ser verdade.
Porque a publicidade, neste caso, são estórias/parábolas para vender. E o fundamental é que vendam o produto que está aser publicitado.
Qual é o interesse de fazer um anúncio muito 'bom', politicamente correcto, com lindas e pensantes frases e, depois, o que o consumidor lembra é a estória e não lembra o produto pretensamente publicitado? Logo não compra.
Publicidade não é arte, educação, cinema..., é vendas.
E boa publicidade é a que fvende.
Com bom gosto? Claro, se possível, mas não é fundamental.
E depois depende do consumidor. Se ele se semtir ofendido, não compra.
E imagine o amigo, que o produto que refere foi estudado para o segmento de mercado onde moram os energúmenos, machistas, broncos, que salivam quando vêm uma gaja boa e dizem palavrões, então se calhar o anúncio está bem feito porque antige o alvo, o seu target.
E isso de usar as mulheres semi nuas, com soutiens que lhes pucham as mamas para cima, saias com racha até ao pescoço, etc. acha que é exploração da ima gem da mulher? Ou é ingénuo ou anda muito distraído. Não frequenta estes ambientes oferecidos e exebicionistas da noite e da nova society.
Não concorda? Paciência. Não compra stout.
Haverá muitos que comprarão. E isso é a prova de que a publicidade estava certa independentemente do que pensamos nós dois.
Se assim não for, a Agência está despedida e a cervejeira lixada porque gastou o seu dinheiro e não teve retorno ao seu investimento.
Mas filosoficamente, estou de acordo consigo.
Mas também precisava de ter mais 20 cm de altura para disfarçar os quilos que tenho a mais.
Só que a vida é injusta e pelos vistos as gajas boas só são para quem bebe cerveja preta.


De Zé T. a 29 de Março de 2010 às 10:03
Concordo com ambos (post e comentário) e vou continuar a preferir a cerveja preta...


Comentar post