De Gastos com gestores sobem ... a 21 de Abril de 2010 às 11:09
Gastos com gestores da CP sobem mais de 50%

Os gastos com o pagamento de ordenados dos orgãos sociais da EMEF - Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário, detida pela CP, subiram 54% no ano passado. A denúncia parte da comissão de trabalhadores da empresa.
Com base no Relatório e Contas, em 2007 a empresa gastou 242 mil euros em remunerações, valor a que se somaram mais 130 mil euros no ano passado.
Armando Almeida, coordenador da comissão de trabalhadores, mostra-se surpreendido. E afirma que, com o aumento dos ordenados dos gestores, o buraco financeiro da EMEF duplicou dos 2,6 para os 5, 9 milhões de euros em 2008.
Para além do parecer negativo ao balanço social da EMEF, a comissão de trabalhadores vai ainda pedir a intervenção do Governo.
Rádio Clube Português

Publicado por: Xa2 às 00:01 de 30.04.09 em http://PSLumiar.blogs.sapo.pt


De ... a 21 de Abril de 2010 às 11:14
---De Izanagi a 30 de Abril de 2009 às 00:46
Portugal, que futuro?


---De Militante a 30 de Abril de 2009 às 12:19
Há qualquer coisa estranha no Relatório e Contas de 2008 da CP na medida em que na página 3 do referido documento constam como Órgãos Sociais o seguinte:

Mesa da Assembleia Geral
Presidente Instituto de Turismo de Portugal – ITP, representado por Nuno Moreira de Almeida Queiroz de Barros
Vice-Presidente NERCAB – Associação Empresarial da Região de Castelo Branco, A.E., representada por João Fernandes Antunes
Secretário Santander Totta, representado por José António Silva Barata

Conselho de Administração
Presidente José Fernando Ramos de Figueiredo
Vogais Luís Filipe Soares dos Santos
João Artur Ferreira da Costa Rosa
Renato Fernando Ribeiro da Silva
Anabela Pereira Dolores Frazão
Isabel Maria Lopes Vieira Neto
Vitor Manuel de Oliveira Ferreira
Carlos Gustavo Vieira Farrajota Cavaco
Rui Pedro Lopes Brogueira
Pedro Nuno de Matos Guimarães Neto
Octávio José da Conceição Cordeiro

Comissão Executiva
Presidente José Fernando Ramos de Figueiredo
Membros Renato Fernando Ribeiro da Silva
João Artur Ferreira da Costa Rosa
Anabela Pereira Dolores Frazão
Rui Pedro Lopes Brogueira

Fiscal Único
Efectivo Santos Carvalho & Associados, SROC, S.A., representada por Augusto dos
Santos Carvalho
Suplente Armando Luís Vieira de Magalhães

Apesar de tantos nomes não é aqui referenciada a existência de Conselho Fiscal.
Já na pagina 52 do relatório, que pode ser consultado na net, podemos constatar que na NOTA 35 - Remunerações atribuídas aos membros dos órgãos sociais, a existência de remunerações ao Conselho Fiscal. Qual será o lapso?
O aumento significativo verifica-se em dois dos órgãos, Conselho de Administração e Comissão Executiva.
Remunerações dos Órgão Sociais
2008 2007
Conselho de Administração32.056,00 14.324,00
Conselho Fiscal 9.674,06 8.191,72
Assembleia Geral 1.200,00 300,00
Comissão Executiva 52.452,00 36.700,00
Total 95.382,06 59.515,72

Estas contas só podem estar desajustadas. Quem for consultar as contas do relatório de 2007 verificará que a composição dos órgãos é diferentes e os valores também são diferentes.

Não será por acaso que, entretanto, o Conselho de Ministros aprovou proposta de novos estatutos para a CP- Comboios de Portugal, EPE a serem levados à Assembleia da Republica para passarem a diploma legal.

Muitas “noticias” não são mais que demagogia barata em tempo eleitor

---De outro militante a 30 de Abril de 2009 às 15:15
Boa observação.
Realmente os cidadãos têm de começar a interessar-se (e analisar criticamente e divulgar) por este tipo de documentos/ relatórios doas entidades públicas ou empresas participadas com capitais públicos.
E aqui cabe um papel importante aos próprios trabalhadores e suas comissões de trabalhadores e sindicatos.



Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres