4 comentários:
De Socialismo? valores princípios e pessoas a 17 de Maio de 2010 às 10:35
Fim de incidente ou risco de crise ?

No passado dia 9/5/10, escrevi aqui um texto intitulado "Esquerda Socialista-incidente", ao qual replicou Rómulo Machado com um outro intitulado "Esquerda Socialista Plural", tendo eu respondido com "Esquerda Socialista- o incidente continua" e ele replicado com "O Pluralismo Continua". Todos estes textos estão disponíveis no site da Esquerda Socialista, bem visível neste blog, mesmo aqui ao lado. É nesta cadeia de argumentação que este meu texto de hoje se insere.

1. O Rómulo Machado acha que eu não devia achar algo que de facto achei sobre o Henrique Neto. Parece-me que todos esses achamentos somados não chegam a ter uma importância suficiente para que se gaste tempo a esmiuçá-los.

Talvez por isso, as palavras trocadas a propósito do incidente em causa não me parecem suficientes para que possamos falar de um debate e muito menos para que nos entusiasmemos com essa troca de ideias tão simples. Claro que exercemos um direito ao trocá-las, mas não há razão para que nos entusiasmemos demasiado com isso. Aconteceu, não temos de que nos arrepender nem de que nos orgulhar.

Pela minha parte, não fui mais explícito quanto às posições de Henrique Neto de que discordava, por não querer exagerar a importância do acontecido nem crispar desnecessariamente o tom em que a elas me referisse.

Chegados aqui, sou forçado a dizer que não me sobra tempo para diletantes esgrimas de pequenas palavras, demasiado presas à trivialidade daquilo que as ocupa. Por isso, para mim a esgrima acabou.

2. Mas o mesmo não pode acontecer com o incidente comentado em si próprio e com tudo o que se lhe seguiu. De facto, foi tudo isso que accionou alguns dos meus mecanismos de alerta.

Estou hoje convencido, na esteira de tudo isso, que a nossa corrente tem que abrir, quanto antes, um processo de debate interno, para que se apure se por detrás de aparentes discordâncias de fundo apenas se perfilam alguns equívocos conceptuais ou de linguagem, ou se realmente, no seio da COES coexistem posições políticas radicalmente distintas e entre si bem distantes.

Ora, se num partido como o PS a heterogeneidade ideológico-politica é, em si própria , uma riqueza que deve ser organizada e aproveitada e não abafada, numa corrente de opinião interna como a ES a falta de coesão ideológica e de consonância política podem paralisá-la e roubar-lhe qualquer fecundidade .

Não está em causa arregimentar dois ou três bandos ideológicos para que lutem entre si até haver um vencedor. Está em causa apurarmos se tem sentido continuarmos politicamente juntos ou se devemos separar-nos, para que cada uma das novas correntes assim surgidas, adquirindo uma nova homogeneidade, possa travar um combate político mais eficaz dentro do PS, continuando e potenciando o que até agora a Margem Esquerda e a Esquerda Socialista conseguiram.

Sem essa clarificação arriscamo-nos a deixar que cresça uma atmosfera de pequenas crispações, de desconfianças, de mal-entendidos, que acabarão por nos paralisar politicamente e por fazer degradar as nossas relações pessoais. Uma atmosfera que provavelmente irá ficando mais e mais carregada, até nos fazer explodir sem glória.

Rui Namorado, 15-05-2010 http://ograndezoo.blogspot.com/


De Xa2 a 17 de Maio de 2010 às 10:50
PLURALIDADE e POLÍTICA

O que talvez esteja em causa é aquele equilibrio difícil entre pessoas e valores/princípios (linguagem e perspectivas de socialismo, democracia, política e economia).

Há que clarificar ..., mas também há que ponderar entre as vantagens da «união com discordâncias», a «dispersão com homogeneidade» e as «plataformas de entendimento e acção comum» perante objectivos concretos.

Xa2, Luminária


De Zé T. a 5 de Maio de 2010 às 11:23
Afinal parece que no PS há alguns militantes (e 'corrente de esquerda') que se atrevem a manisfestar opinião diferente (e com análise contundente da situação partidária) da propagada pelas cúpulas !
Ainda bem para a Democracia... e para o Partido Socialista.



De Esquerda Socialista a 5 de Maio de 2010 às 11:08

assunto: RECORDATÓRIA - PLENÁRIO NACIONAL

Camarada,
1. Recordamos a realização do Plenário Nacional da Corrente de Opinião Esquerda Socialista (COES) no próximo dia 8, sábado, entre as 11h e as 18h na Escola Profissional de Vale do Tejo em Santarém.
Apelamos à sua participação!
Pedimos que confirme antecipadamente para ps.esquerdasocialista@gmail.com ou para 964954106.

2. Reenviamos, em anexo, o documento "Democratizar e Modernizar o PS", como base para o debate do ponto 2 do Plenário Nacional que, discutido e aprovado, será apresentado na próxima reunião da Comissão Nacional do PS.

PARA CHEGAR A EPVT:
Na Auto-Estrada sair em Santarém e seguir em frente na via rápida saindo na 2ª saída. Na rotunda vire à esquerda e siga em frente. Irá avistar os hipermercados Continente e começar a subir uma rua que o levará até à praça.
Seguindo a rua da praça em frente, chegará a uma rotunda onde deve sair da 3ª saída e seguirá nessa via (onde existe uma rodoviária).
Seguindo em frente irá chegar a rotunda onde existe um Shopping e deverá abandonar a rotunda entrando para a saída que fica no lado esquerdo do shopping. Logo de seguida vira à esquerda e seguindo em frente verá a Igreja de Marvila. Vire à sua direita e nessa rua encontrará a igreja da Graça e mesmo ao lado a Escola Profissional Vale do Tejo.
Encontrará a indicação de ISLA porém em tamanho menor também a indicação da EPVT.

VEJA NO GOOGLE O MAPA:
http://maps.google.pt/maps?f=q&source=s_q&hl=pt-PT&geocode=&q=epvt+santarem&sll=39.639538,-7.849731&sspn=8.676566,19.709473&ie=UTF8&hq=epvt&hnear=Santar%C3%A9m&ll=39.235627,-8.680766&spn=0.008111,0.019248&t=h&z=16

Cordiais Saudações Socialistas
ESQUERDA SOCIALISTA - Corrente de Opinião do Partido Socialista
4 de Maio de 2010


Comentar post