De 'ladrões...' a 7 de Maio de 2010 às 10:15
JP disse...

Há uns anos (não sei se hoje ainda será assim), um terço da mão-de-obra do Luxemburgo era portuguesa. O Luxemburgo era então o país mais produtivo da Europa. E eu pensava que devia ser dos ares mais frios do país. Não havia Sol e a malta entretinha-se a trabalhar mais horas.
Afinal, lá vem a OCDE ser desmancha-prazeres...

Nan disse...

É sempre a velha história de uma anedota que o meu pai costumava contar. Já não me lembro como era mas terminava com um trabalhador a responder:

«É muito simples, Sô 'Tor, o patrão finge que nos paga e a gente finge que trabalha!»

Os trabalhadores portugueses são, na sua maioria, pouco ou nada qualificados.
São mal dirigidos.
Trabalham em más condições, pelo menos a maior parte, e ganham mal.
Em Portugal há o mito de que trabalhar bem é trabalhar muitas horas.
E de que trabalho manual é que é trabalho. Depois, dá no que dá...

maria disse...
Pois o que me parece é que os povos dos Norte não conseguem viver sem a inveja do Sol dos paises do Sul!!!

até querem obrigar os gregos a venderem as suas ilhas!!! só inveja!!!
qualquer dia quererão a Costa Vicentina!!! só inveja!!!
e ainda hão-de querer toda a Costa Mediterrânica!!!

novas formas de "conquista"...


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres