3 comentários:
De . a 10 de Maio de 2010 às 10:19
Anedota: O Papa ao volante ;)

Depois de arrumar toda a bagagem do Papa Bento XVI (e ele não viaja ligeiro), o motorista reparou que o Papa ainda se encontrava no exterior do veiculo.

"Desculpe-me Sua Santidade", disse o motorista, "Não se importa de ocupar o seu lugar para que possamos seguir?".

"Bem, para dizer a verdade", diz o Papa, "No Vaticano nunca me deixavam conduzir quando era Cardeal, como Papa ainda menos, e apetecia-me mesmo conduzir hoje!".

"Desculpe-me Sua Santidade, mas não posso fazer isso. Perderia o meu emprego! E se acontecesse alguma coisa?" protestou o motorista,
desejando não ter ido trabalhar nessa manha.

"E quem é que vai contar?, diz o Papa com um sorriso.

Relutantemente, o motorista senta-se atrás, enquanto o Papa ocupa o lugar ao volante. O motorista imediatamente se arrepende, pois mal deixam o aeroporto, o Papa mete o prego a fundo acelerando a limusina ate aos 205 km/h (lembrem-se que o Papa é alemão e nas auto-estradas alemas nao há limite de velocidade senao em certas zonas).

"Por favor, Sua Santidade!" implora o preocupado motorista; mas o Papa continua com o prego a fundo até que se ouvem sirenes da policia.

"Oh, meu Deus, vou perder a minha carta de condução e o emprego!", soluçava o motorista.

O Papa encosta a limusina com toda a calma e desce o vidro quando o policia se aproxima; quando este olha para ele, regressa à mota e estabelece contacto rádio com a Central.

"Preciso de falar com o Chefe", informa ao operador.

O Chefe responde e o guarda diz-lhe que mandou parar uma limusina que seguia a 205 km/h.

"Então aplica-lhe a multa", diz o Chefe.

"Não creio que devamos fazer isso, ele é mesmo importante", diz o policia.

O Chefe exclama, "Por isso mesmo, multa o sacana!"

"Não, é que é MESMO MUITO importante", insiste o guarda.

Então o Chefe pergunta, "Quem tens ai, o Presidente da Câmara?"

E o policia: "Mais alto".

O Chefe: "Um deputado?"

Policia: "Mais importante".

Chefe: "O Primeiro Ministro?".

Policia: "Muito mais!".

"Bolas", diz o Chefe, "Então quem é?".

O policia: "Acho que é Deus quem vai lá dentro!".

O Chefe fica atrapalhado, "E o que te leva a pensar que seja Deus?".

Policia: "É que o motorista Dele ... é o Papa!".


De Zé Pessoa a 10 de Maio de 2010 às 11:00
Agradecendo a "sua correcção" ao texto, Senhor "anonimo", creio não alterar, em nada, o conteudo do post.

É claro que a pergunta é "ingenua" o senhor cardeal (Papa) certamente conhece o texto.


De anónimo a 10 de Maio de 2010 às 09:25
Zé Pessoa,
o post scriptum está incorrecto na sua 1ª parte, como se pode verificar pelo que se segue:
«
De Corrupção, Nepotismo e comércio religião a 27 de Abril de 2010 às 11:54

CORRUPÇÃO e NEPOTISMO : na origem dos problemas actuais

A ''Taxa Camarae'' é um tarifário promulgado em 1517, pelo papa Leão X (1513-1521) destinado a vender indulgências, ou seja, o perdão dos pecados, a todos quantos pudessem pagar umas boas libras ao pontífice. Como veremos na transcrição que se segue, não havia delito, por mais horrível que fosse, que não pudesse ser perdoado a troco de dinheiro. Leão X declarou aberto o céu para todos aqueles, fossem clérigos ou leigos, que tivessem violado crianças e adultos, assassinado uma ou várias pessoas, abortado. desde que se manifestassem generosos com os cofres papais.

1. O eclesiástico que cometa o pecado ... »
etc
----------------------------------
Comentário ao post de DD «O Mensalão Português» de 26.4.2010 aqui no Luminária. (aliás, este mesmo texto tem circulado via e-mail, -também é 'net' certo?- já há algumas semanas).

Este caso revela o problema dos 'comentários' em blogues:
têm menos visibilidade (do que os 'post's) e, embora estejam na 'net', a sua pesquisa não é tão fácil - é como se fossem pequenos artigos em páginas interiores de um jornal ou mensagens 'entre-linhas' num texto ou jogos de palavras e analogias ...


Comentar post