De Saldanha Sanches a 14 de Maio de 2010 às 17:43

um CIDADÃO de quem aprendi a gostar. inicialmente parecia vaidoso, arrogante. mas não.
foi um homem simples e irreverente até ao fim.
é uma pena a sua perda.

e, sim. a sua irreverência não o deixou chegar ao topo da sua carreira académica. mas, aqui, minha querida amiga, 'habitue-se' que disto eu também sei, na pele, do que falo. o nosso país é muito pequeno para os irreverentes.

espero que Maria José Morgado se aguente e continue a 'luta', como mulher de coragem que é, também.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres