O PCP ?

Ainda os 300 mil na rua

Estamos, eu e muita gente, fartos de tantas inverdades, quando não mesmo muitas mentiras.

Ouvi, mais uma vez, das n vezes repetidas, o senhor Jerónimo falar dos eventuais 300 mil, ou mais, manifestantes que no passado dia 29 se reuniram em Lisboa e, fê-lo com a peregrina ideia  de ter sido o seu PCP a mobilizar toda aquela gente.

Maio como toda a gente sabe, alem de ser o chamado mês de Maria é também o mês das flores e, desde há mais de 100 anos, também, mês de reivindicações.

Contudo, neste caso e tendo em conta a crise que atravessamos, sempre as crises, em rigor quem fez a mobilização, tanto dos que estiveram nos restauradores, como de muitos outros que não quiseram ou não puderam ali chegar, foi, efectivamente, o Governo de Socrates (o PS não porque tudo indica terá hibernado) que, por vontade própria ou obrigado por Bruxelas, teve que implementar as medidas impopulares e desgastantes sobretudo para quem tem o infortúnio de cair no desemprego.

É má, não haja duvida, é mesmo péssima a situação que vivemos, mas da parte da oposição não surgem quaisquer propostas credíveis e inovadoras que promovam o emprego. O que se verifica é o costume ...

O que o PCP e o BE fizeram, através da CGTP, não foi outra coisa que proporcionar meios e organização para que os descontentes se deslocassem até à Capital e alguns fizeram-no pela primeira vez, só por isso já valeu o esforço.

Mas, o seu a seu dono, uns mobilizaram e outros utilizaram.

O país definha.



Publicado por Zurc às 12:27 de 07.06.10 | link do post | comentar |

5 comentários:
De . a 7 de Junho de 2010 às 14:51
Merkel não paga subsídio de Natal e corta nas prestações sociais
- Económico 07/06/10 11:50

Merkel foi criticada pelo tardio apoio à Grécia.

Berlim desenhou um novo plano de austeridade, noticia o Financial Times.

O documento, com sete páginas e oito grandes medidas, prevê a retenção em 2011 do subsídio de Natal dos funcionários públicos, o que permitirá a Berlim poupar 2,5% na despesa com salários.

O jornal britânico, que cita um esboço dos planos de Berlim, avança ainda que as intenções de Angela Merkel também passam por eliminar 10 mil empregos na Função Pública e rever todos os subsídios atribuídos pelo Estado.

Com ou sem acordo no seio do G20, a Alemanha vai criar um novo impostos para a banca a partir de 2012, refere o FT. Reduzir o tamanho das Forças Armadas também está dentro dos planos.

O objectivo é colocar o défice germânico abaixo dos 3% exigidos pelo Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC).

---------------------
se a Alemanha (com a melhor balança comercial da UE) faz isto... os Portugueses não escapam... que se cuidem todos.


De cuidem-se os trabalhadores...UNAM-se a 7 de Junho de 2010 às 14:59
zeterij, | 07/06/10 14:29

ssó os politicos escapam a crise
para eses está tudo maravilha agora quem for pequeno , medio empresºario ou trabalhador pode comecar arruimando as ferramentas opois vái falir
É ess mesmo o objectivo da UE

prest, | 07/06/10 14:29

dred nao sou medico sou aquele que te limpa o cu e te mete a michar quando esta a rasca.e verdade nao tenho grandes habilitaçoes quando entrei a 23 anos atras nao pediam se soubece que me ia aconteçer isto nunca tinha entrado na f.publica nessa altura nimguem queria.so tenho 41 anos ,23 anos de casa e um misseravel ordenado de 600 euros mas com os impostos em dia para tu e outros estudarem!!!

THEVENUSPROJECT.COM, zeitgeistportugal.org | 07/06/10 14:28

A culpa é de todos. Mas, de que adianta apurar culpados? Isso resolverá alguma coisa? Adianta sim é olhar em frente e não deixar que sejam os mesmos causadores da crise a dar-nos as soluções. Esta gente não sabe o que custa a vida. Esta gente nasceu em berço de ouro e nunca teve de lutar para alcançar algo. Não deixemos o poder nas mãos destas "pessoas". Temos direitos, mas também temos deveres, Entre eles, o de nos organizarmos e não nos limitarmos a apontar o dedo aos políticos. Afinal, vamos deixando que eles definam as linhas por que nos cozemos...

Celtiberus, SUSPEIÇÃO...!!! | 07/06/10 14:27

SERÁ QUE ESTA GENTE ESTÁ A FAZER PROVOCAÇÕES PARA VER SE HÁ MESMO GUERRAS CIVIS ???

UMA FORMA ÁGIL DE RESOLVER TUDO ISTO ?


farto de sr roubado e gozado , sou de cá mas estou farto | 07/06/10 14:27

incompetentes e agora quem se f..........e e sempre o mesmo isto só la vai com a 3ª guerra mundial e matar esta corja de políticos ladroes que tudo nos têm roubado

Engenheiro, | 07/06/10 14:26

Essa de cortar salarios acima dos 1000euros é comedia.
Quer dizer...eu tenho 27 anos,andei a tirar curso de engenharia informatica mestrado,trabalho numa empresa privada que me faz trabalhar acima de 12h por dia sem mais um centimo quando recebem do cliente final milhares de euros pelo trabalho que desenvolvo com a minha equipa e com isto tudo ganho 1380 euros!
Sim,dentro do panorama nacional ate tou um bocado acima..para o que faço comparando com a media europeia é apenas 53% menos(até em espanha é o dobro).
Portanto..não sou eu que tenho que ser tachado..mas ciganos q vendem na praça,andam d mercedes e ganham rendimento minimo,a bestas que ganham 6000 e nem aparecem no parlamento.
Ou ate aqueles que se queixam ganhar 500 de rendimento minimo e nao se sujeitam a trabalhar numa loja ou a limpar ruas pq ganham o mesmo ficando em casa.Por favor...mais educação e etica fazia bem a este povo...pq se estamos como estamos é pq td quer mamar na teta do Estado incluindo.
E qto à FP..basta passar uma manha na SS para ver a produtividade das funcionarias com mais de 20 anos de casa...Produtividade=0.Conversa com conteudo digno da revista maria 70% restante é telenovelas.Corte aos incompetentes.

MTC, | 07/06/10 14:25
Vamos lá ver uma coisa.

A culpa não é dos funcionários públicos. Como em todas as profissões, há os bons e que trabalham e há os *****s.
A verdade é que se um qualquer Governo vai reduzir o quer que seja no funcionalismo público, fá-lo por duas razões:
é mais fácil fazer isso do ir buscar mais receita através de impostos;
e outra razão, é que aproveita e tenta criar um certo racionalismo na função pública.
Dizem os entendidos que para a nossa população, os funcionários públicos deveriam ser cerca de 500 mil. Ora nós temos 700 mil.
Dai ser necessária uma racionalização. Não é contra os FP mas sim por uma questão de sobrevivência.


De de mal a pior... Unir e Lutar pra Mudar a 7 de Junho de 2010 às 15:34
João Nobre, Lisboa | 07/06/10 14:25

De facto ver a classe laboral à "chapada" uns com os outros... é deveras deprimente.

O funcionári publico desconta como todos os outros e os outros também o fazem.
Que há malta a comer subsidios é um facto mas não somos nós que estamos aqui a comentar quase de certeza.
Vá lá criem comentários que partilhem informação útil. Exemplo:
Sou a favor da baixa dos salários a partir de um certo valor talvez os 1500€ e congelar os preços alguns bens de primeira necessidade para compensar a coisa. ideia generalista que tem que ser aprofundada claro.
Abraços a todos e comentem com jeito...

xavi, faro | 07/06/10 14:25

Realmente os Funcionários publicos pagam sempre a factura.
Durante anos estes governantes da treta andaram a brincar aos Portugal dos pequeninos.
Agora chegaram a conclusão que não podiam brincar mais vai dai toca a retirar dinheiro a estes saloios para podermos colocar a carroça a a andar.

e se fossem brincar entres eles com uma coisa que cá sei. Este P.Ministro ainda é o que tem menos culpas nisto tudo.
Aqueles que por lá passaram durante anos é que foi a desgraça deste pais.

Diogenes, atenas | 07/06/10 14:24

Cambada de obscurantistas!
Enquanto em Portugal subsistirem estes comentários, muitos deles fomentados pelo governo PS e, em particular, por um ministro déspota, arrogante, aldrabão e narcisista, o povão vai preocupando-se com a intriga, a inveja, a maledicência e o acessório;

enquanto isso, os políticos, os "lambe-botas", a camarilha do sistema e os plutocratas nacionais e europeus vivem faustosamente à sua custa.

Sou FP e em trinta e oito anois de serviço nunca faltei ao trabalho ... e nunca fiz "pontes"!

Informem-se convenientemente, porque a " ignorância é má cavalgadura, e torna tão ridículo aquele que a monta como o que a conduz!

FCM, | 07/06/10 14:24
Metam lá o Passos Coelho com os seus liberalismos, que depois é que vão saborear o que é bom!!!!!

---------
Zé T.

Sim ... votem lá no PSD ou no CDS e vão ver o que é espremer os trabalhadores por conta de outrem (para além dos aposentados e desempregados):

. vão trabalhar em 'insegurança' e na 'flexibilidade da selvajaria', ainda com mais horas, menos férias, menos descanso e menos condições de higiene e segurança;
. vão ser 'sub-contratados' sem direitos laborais nem acesso ao sindicalismo nem à justiça laboral;
. vão ser manipulados, transferidos, ameaçados, roubados, com menores salários e a fazer todo o tipo de serviços;
. vão ser ainda mais maltratados, enxovalhados, insultados, diminuídos, assediados e f...;
. sejam eles ou elas, na privada ou na função pública;

. os pequenos e médios trabalhadores (sejam os que ganham 500€ ou 1500€ ou até 2.500€) vão pagar a factura completa ...

. enquanto os grandes (sejam empresários privados ou administradores públicos, ganham 5.000€, 10.000€, 20.000€, 50.000€, 100.000€... por mês, embora declarem salários mínimos para os seus filhos ainda receberem subsidios, isenções e bolsas do Estado) vão continuar a ter negociatas especiais, a mamar na teta do Estado e na fuga aos impostos ...


De Zé das Esquinas o Lisboeta a 7 de Junho de 2010 às 15:27
Muito engraçado este comentário...
Justificar os nossos erros com os erros dos outros.
Sim senhor. Muita criativo.
E o contrário, não quer exemplificar?


De Zé das Esquinas o Lisboeta a 7 de Junho de 2010 às 14:08
Concordo consigo que quem mobilizou e uniu os portugueses neste desencanto e descontentamento, foi o lastimável (des)governo deste país.
O PCP como é habitual tenta tirar dividendos políticos do nosso infortúnio. Mas também quando tudo corre bem quem consegue mobilizar alguém contra?
Só por tão más serem estas oposições é que este (des)governo se mantêm.
Mas acautelem-se os portugueses que o próximo será bem pior. O governo, claro. É que para pior, infelizmente é sempre possível.
Vejam lá que de tão mau exercício político deste (des)governo até parece que temos um (bom) Presidente da República. Espantoso, não é?
Hoje basta-lhe dizer algumas banalidades e o óbvio ou mastigar de boca fechada para ser 'profundo' e 'atinado' ao pé deste triste (des)governo.
Disse (des)governo muitas vezes? Foi de propósito.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO