De DD a 13 de Junho de 2010 às 23:40
Os 3% do PIB foram calculados na base de que no pós-guerra, a maior parte das economias europeias tinham tido mais anos de crescimento a 3% do que a valores superiores ou inferiores, ou seja, os 3% são a mediana superior dos crescimentos económicos e, como tal, um défice de 3% com crescimento de 3% acaba por não ser um verdadeiro défice.

Quanto ao artigo e ao poder da banca, tudo indica que é necessário manter a CGD nas mãos do Estado para sempre e reforçá-la cada vez mais com mais activos e, eventualmente, com alguns bancos especializados no fomento industrial ou agrícola.
Talvez seja melhor alguns sacrifícios em termos de impostos do que privatizações da ANA, CGD, etc.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres