De FUGIR à responsabilidade do curto prazo. a 28 de Junho de 2010 às 10:49
A longo prazo ... estaremos todos mortos

Mais uma vez Krugman:

Por que é que não devemos centrar-nos no ciclo económico?
Sofremos a mais grave recessão desde a Grande Depressão;
em termos de desemprego e capacidade produtiva subutilizada, praticamente ainda não recuperámos nada do que perdemos.

Milhões de pessoas querem trabalhar e estão parados por falta de procura;
deixemo-los ficar inactivos e então transformaremos isto num problema estrutural, de longo prazo, quando neste preciso momento o que temos pela frente é um problema de curto prazo, um problema de ciclo económico.

Portanto, dizer que devemos centrar-nos no longo prazo, e não preocuparmos as nossas cabecinhas com coisas triviais como a taxa mais alta de desemprego desde a Grande Depressão, pode parecer sabedoria—mas na realidade é loucura.

Ah, e só mais uma coisa … sobre uns quantos políticos e economistas:
a tentativa de afastar a discussão do curto prazo não é, como frequentemente se ouve, um acto de visão ou de coragem.
Pelo contrário, é um acto de cobardia, uma tentativa de fugir à responsabilidade pelo desastroso estado de coisas que está nas nossas mãos eliminar, e escolhemos não o fazer.

Publicada por Jorge Bateira em 27.6.10


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres