De Justiça de ... Jumento a 8 de Julho de 2010 às 15:05
PODE SURRAR POLÍCIAS À VONTADE

«Foi a segunda vez em menos de quatro meses que um morador do bairro da Bela Vista (Setúbal) esmurrou um polícia, mas à semelhança do que já aconteceu em Março, também desta vez o homem, na casa dos 30 anos, ficou apenas com termo de identidade e residência.

A decisão do tribunal gerou um clima de mal-estar entre os colegas, que esperavam uma medida de coacção mais pesada, como permite a lei, devido à reincidência, entre as apresentações periódicas até à própria permanência na sua habitação.

Fonte policial lamentou ao DN que o tribunal não tivesse levado em linha de conta o "perigo para a vida em comunidade" que o indivíduo representa, após os dois casos de comportamento agressivo contra elementos da polícia, sendo que na noite de domingo o suspeito começou por provocar um agente à paisana, que estava, à porta da casa (no bairro da Bela Vista), à espera do cunhado para ir beber café.
O agressor saberia que do outro lado estava um polícia, tendo sido esse o motivo da provocação.» [DN]

Parecer:
É uma pena que o meliante não dê uma surra num juiz, era a maneira de não ficar outra vez com termo de identidade e residência.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres