3 comentários:
De intoxicação parlamentar a 16 de Julho de 2010 às 12:25
Hoje dia de debate no Parlamento

Falou-se da desgraça do País. Todos contra o Governo.
Também já se sabe que é/será sempre assim.
Não se aprende nada porque não há um limiar mínimo de seriedade no debate.

Os dados têm várias leituras. Mas não há é que desmentir os números ou tentar dizer que os outros os interpretam de forma diferente do que foi dito e foi o que foi acontecendo ao longo do debate.

Uma discussão que podia ser muito construtiva e elucidativa torna-se num pesadelo inútil:
nada informa, nem se fica mais a saber da realidade do País.

# posted by Joao Abel de Freitas, Puxa Palavra, 15.7.2010


De a a 15 de Julho de 2010 às 12:17
Mobilidade na Função Pública

SALVE-SE QUEM PUDER

Num Portugal cheio até cima de políticos que Não Sabem Governar, juízes que não sabem julgar e chefes que não sabem mandar (nem fazer, nem organizar), que mal tem uma salva-vidas que não sabe nadar?
nenhum. Foi isso mesmo que acharam as luminárias que decidiram colocar uma funcionária pública - que prestava serviço no polo do Ministério da Agricultura de Aljustrel e foi integrada no quadro de mobilidade em 2007 - nas piscinas municipais de Castro Verde, precisamente como salva-vidas.

Ao Correio da Manhã, a funcionária, que tem 65 anos, a quarta classe e fazia limpezas, contou que foi feita a mesma proposta a uma colega, que tem 70 anos e já está reformada. ...


De Justiça ?! a 15 de Julho de 2010 às 11:30
MAIS UM FALHANÇO DO MINISTÉRIO PÚBLICO

«Livre para presidir à Câmara de Oeiras e livre da prisão. Esta foi, em suma, a decisão do Tribunal da Relação de Lisboa, que ontem reduziu a condenação de Isaltino Morais de sete para dois anos de prisão, retirou-lhe a pena acessória de perda de mandato na Câmara de Oeiras e decidiu reabrir a audiência, em primeira instância, pelo crime de corrupção passiva.» [CM]

Parecer do Jumento:
Este MP só consegue condenar pequenos delinquentes com advogados oficiosos.
«Lamente-se tanta incompetência.»


Comentar post