De Zé T. a 18 de Agosto de 2010 às 12:34
Sim , existe muita RAPINA do ERÁRIO PÚBLICO e continua ... até quando ?! talvez até se fazer uma revolução a sério ! ou até Portugal se tornar uma região Europeia governada por eurocratas...

A rapina de dinheiros e bens públicos, é feita ilegal e directamente por alguns (que às vezes, mais tarde, se vem a saber que estiveram envolvidos em casos crime embora nunca se prove nada... ),

mas também é feita, indirecta e 'legalmente':

através do NEPOTISMO (a nomeação de amigos, sócios e familiares para bons e 'excelentes tachos');

através da atribuição de elevadas remunerações e mordomias a administradores de empresas públicas ou participadas pelo Estado;

através da contratação pelos organismos públicos a entidades particulares (sem concurso ou com concurso 'de fachada', em que ganham aqueles que por 'mero acaso' até ''são sempre os mesmos'', são colegas de clube e de férias, são sócios de empresas comuns ou de familiares, ...) de obras, serviços, pareceres, consultorias, intermediações, parcerias, contratos ... RUINOSOS, mal feitos (por incompetência ou propositadamente), e não controlados eficazmente;
...
depois, a níveis mais baixo,
existem elevadíssimo, grande excesso de generais e coroneis, almirantes e... presidentes e vice-p. de institutos e directores (gerais, sectoriais, regionais, e de serviços, ou equiparados...),

existem também umas carreiras ''especiais'' (na diplomacia, finanças, justiça, ...) que ganham muito mais e mais do que profissionais em carreiras não especiais,

existem ainda muitas horas extraordinárias e subsídios(profissionais existem que ganham tanto ou mais em 'extraordinárias' ou 'subsídios de permanência...' do que o seu vencimento base);
...


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres