De DD a 25 de Agosto de 2010 às 22:36
Vamos ver que votos vai ter o centrão representado por Cavaco e Manuel Alegre. Provavelmente mais de 80% na primeira volta.
O centrão existe por vontade popular, tal como existiu o rotativismo Regeneradores/Histórico-Progressistas na terceira fase do liberalismo entre 1851 e 1910. Com Fontes Pereira de Melo, Emídio Navarro, Andrade Corvo e muitos outros esse centrão fez um Portugal relativamente moderno que não foi acompanhado por iniciativas privadas. O Estado impulsionou os caminhos-de-ferro em parceiras com privados, instalou dezenas de hospitais e os estudos técnico-científicos, eescolas e institutos industriais e comerciais, etc., mas não apareceram em Portugal os inventores da electricidade e das dezenas de aparelhos a ela ligados, nem dos motores de combustão interna, automóveis, aviões, etc.
Todavia, na segunda metade do Século XIX, Portugal construiu Angola e Moçambiqjue, não ficando atrás de outras potências nesse aspecto.
Saliente-se que no centrão do referido rotativismo, um nobre como o Duque d´Avila era filho de um sapateiro açoreano e foi sendo enobrecido conforme ia subindo na política até chegar a presidente do ministério do Reino.onde fez uma obra notável.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 26 de Agosto de 2010 às 11:21
80% dos votos expressos, talvez seja assim, sim senhor, mas seria relevante se essas percentagens fossem referentes ao número de eleitores e não ao número de votantes. E mais, que mesmo no número de votantes os votos em branco e inutilizados, tivessem reflexo nas percentagens de eleitos.
Imagine que os votos em branco e nulos contassem para o número de vagas na AR? Ficavam cadeiras vazias. E se as percentagens para a eleição do PR fossem em função do número de eleitores inscritos?
E se o vosto fosse obrigatório?
Ou se quem votasse podia abater uma determinada verba em sede de IRS? Não reduziria a taxa de abstenção?
E se tudo isto fosse aplicado em simultâneo?
Que representatividade pode ter um PR em que mais de metade da população não votou nele?
Representa quem? Quais portugueses?


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres