De DD a 1 de Setembro de 2010 às 00:07
Eu sou tolerante e pouco exigente relativamente aos partidos e políticos democráticos por via do estudo da história, nomeadamente dos quatro liberalismos portugueses; o vintismo, o setembrismo, o regenerador fontista e o republicano, além de ter estudado os falsos liberalismos alemães e franceses as Repúblicas de Weimar e Espanhola de 1930-36/39 e de outros aspectos da história do Século XX.

Nos Séculos XIX e XX tudo aconteceu e não vejo que hoje as pessoas que são melhores possam ser perfeitas, particularmente o PS quando comparado com todos os partidos portugueses e não só.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 2 de Setembro de 2010 às 12:19
Tolerante? Com os partidos políticos?
Com o PS, porque os outros não são melhores?
A perfeição, tal como a felicidade, são utopias.
Não se atingem, vai-se encontrando pontualmente quando se percorre o caminho na sua procura.
Mas é apenas e só quando se procura!
Acha mesmo que os nossos dirigentes políticos procuram fazer bem o seu serviço público? Que legislam e governam para o bem do povo? Que percorrem arduamente os caminhos da política na procura existencial do interesse público e nacional?
Acha mesmo que devemos aqui no Luminária acreditar nesta sua 'tolerância' para os 'coitadinhos' do PS, etc.? Tenha respeito pela inteligência dos outros comentadores e bloguistas!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres