6 comentários:
De Respostas da CEO da EDP-R ... a 21 de Setembro de 2010 às 09:01
...
A EdpR tem cerca de 70% de pessoas licenciadas /PHD, destes cerca de 30% são engenheiros com as mais variadas especialidades. Sublinho ainda, que a EDPR trabalha com pessoas de 12 nacionalidades.

Como lida internamente e junto do mercado com as oscilações em bolsa da EDP Renováveis?

Os mercados de capitais têm as suas próprias leis de funcionamento e recentemente reflectem também os efeitos da actual crise. No âmbito da EdpR preocupam-nos claramente com os mercados, mas também com os nossos investidores e sobretudo com os fundamentais da empresa sobre os quais procuramos exercer uma gestão ambiciosa e prudente ao mesmo tempo.

De que forma é possível gerir a partir de Lisboa uma empresa com sede em Madrid?

De facto, a sede é em Madrid. A empresa, com uma dispersão geográfica por oito países, é gerida a partir de Madrid, em coordenação com Lisboa e com as sua plataformas locais. Quer sejam Europa, EUA ou Brasil.

Quando prevê que a micro-geração seja realmente uma realidade presente na vida da maioria dos portugueses, com mini-eólicas no quintal, painéis solares no telhado, etc?

Como em todos as novas tecnologias, há uma curva de aprendizagem a vencer, que se traduzirá em condições cada vez mais favoráveis. Não tenho dúvidas, porém, de que dentro de alguns anos a microgeraçao, nas suas diversas vertentes, será uma realidade.



De [FV] a 21 de Setembro de 2010 às 11:27
Realmente não entendo este comentário.
Para já ele está inserido na notícia e no link do próprio post...
E não rsponde a nenhuma das questões abordadas no mesmo.
Náo está em causa a empresa. Mas as verbas auferidas. A localização da sede. E é só ler o post e responder às outras questões lá abordadas.


De cartel-oligopólio-oligarquia-nepotismo a 22 de Setembro de 2010 às 11:05
Esclarecimento a perguntas e respostas

1: Quanto estará a ganhar agora esta CEO?

R: relativamente à média salarial dos portugueses (e em termos ético-morais) ... ganha DEMASIADO, ... tal como muitos outros CEOs e Administradores de empresas públicas e privadas !! !

2: A EDP Renováveis é uma empresa pública com sede no estrangeiro, Madrid.(?)

R: è de direito privado, com alguma participação pública (indirecta), com sede em Madrid e escritórios/representações em vários países... i.e. é uma multinacional, trabalha em rede e o dinheiro não tem pátria...

3: A EDP Renováveis é uma empresa? Na verdadeira acepção da palavra?
Tem que fazer pela vida para se financiar? Ou tem fundos ilimitados do estado? Qual foi o investimento do estado até hoje?
Tem concorrentes? Ou opera em monopólio? Do que produz, o que faz para o vender ou tem o "escoamento" garantido por via desse monopólio? Quanto rendeu esta empresa em 3 anos? Será assim tão difícil (e caro) ser CEO desta "empresa"?

R: (económica e legalmente) sim, é uma empresa e tem que se financiar...
qual o financiamento de Estado?não sei (ver relatório e contas anual...)
tem concorrentes ...(mas são poucos e existe alguma subsidiação/participação pública indirecta) e escoa produtos e serviços (geralmente pré-contratados)...
quanto recebeu ?(ver...)
...dificil e caro CEO ?
o que parece cada vez mais a muitos portugueses, é que se poderiam encontrar muitos outros gestores/ceo, de qualidade semelhante (porventura até melhores), por muito menos dinheiro e menos mordomias (não que tais recusassem as mordomias se lhas fossem oferecidas...), ...
mas o problema dos eventuais (candidatos a) CEOs/presidentes/ administradores/ directores/ chefes ... é que não pertencem/estão no círculo restrito e especial dos parentes-amigos-amantes-sócios da CASTA de NEPOTISTAS que mandam neste país como se fosse um BANANAL !!


De [FV] a 22 de Setembro de 2010 às 11:31
Ainda bem que se escandaliza, que ainda se revolta com estas 'vítimas da crise'.
Vê da dificuldade de acesso e de clareza que há para sabermos se o dinheiro dos contribuintes está a gerar receitas e ou desenvolvimento sustentado. É bem difícil a transparência onde os dinheiros públicos ou semipúblicos são aplicados.
Mas em breve com a indemnização a que estes 'nossos' CEOs irão ser ressarcidos independentemente de serem demitidos ou se auto demitirem , ainda se escandalizará mais.
E será tudo legal. Tudo dentro da lei e dos acordos particulares de cada empresa anteriormente negociados ou elaborados pelos próprios.
Vai ver que não me vou enganar, infelizmente para Portugal ou melhor, para os portugueses.


De Zé T. a 23 de Setembro de 2010 às 11:48
Concordo com FV.
Claro que os portugueses têm razão em se escandalizarem, em criticar, ...
mas também deveriam unir-se e fazer muito mais do que isso.

deveriam assumir posições pro-activas, criando ou participando em movimentos, manifestações, associações cívicas, partidos políticos, ...
e votando sempre, protestando, denunciando e reclamando (também no ''livro amarelo'') sempre que se achassem com razão...

e também deveriam procurar mais e melhor informação, e questionar para além do imediato, questionar as causas e práticas, os pormenores, as relações, prever as consequências, os custos, os benefícios, os orçamentos, os saldos económicos sociais e ambientais ....

Na 'entrevista' não foram feitas (ou seleccionadas?) algumas perguntas ''impertinentes'', ''incomodativas''... mas apenas as que permitiam respostas bonitas, cheias de tecnicismos, aparentemente bem justificadas...

-e porquê estas perguntas e não outras?
-será que a entrevista/perguntas não foi ''combinada'', não foi para publicitar/melhorar a imagem da Empresa e sua CEO ?
-não foi este um trabalho 'jornalístico' encomendado, comprado, ...? ou coagido ? propositadamente entregue a ...?

-Porque é que não se pesquisa/ pergunta quais as relações (familiares, profissionais, ... de capitais) entre accionistas principais (quem são eles e seus representantes) e os CEOs/administradores/ directores ?
-quem negoceia/intermedeia estes contratos chorudos ?
- Como ´e definida a política 'interna' de salários e mordomias para o pessoal de topo?
-quem estabelece os objectivos (e quais) que dão direito a prémios e bónus?

-... porquê ? como? quanto? onde? quem? quando?...
-... porquê ?? !!!
- e o que fazer agora ? com quem? como? quando?...




Comentar post