De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 21 de Setembro de 2010 às 17:46
Ser socialista já não passa por ser do PS.
vai para muito tempo que o PS de socialista só tem o nome.
E os seus dirigentes só lhe invocam o nome para conquistar votos antes de eleições. É como diria o outro, invocam o seu nome mas deveria ser em vão.
Infelizmente ainda anda por aí muito bom socialista adormecido ou incrédulo com o que está a acontecer.
Está, talves, na altura de refundar um Partido Socialista. Mesmo que seja com outro nome. Considero que está no momento dos socialistas que não se revêm neste porem mãos à obra e partirem para outro... Basta de choraminguices e de pensar em lutas internas, autoregeneração ou outras tretas similares, que só servem para adiarem um novo Partido Verdadeiramente Socialista no seu ideário e na sua prática.
Mais adiamentos e desculpas inativas só servem para por inacção perpectuar estes ditos PS no poder.
Não vale a pena continuar à procura de soluções internas ou milagres. É começar de novo? Pois é, mas é começar. Ou recomeçar. Mas mais vale estarmos vivos no trabalho político partidário e na esperança do que em coma ou moribundos à espera do dia do juízo final. Podia ter sido de outra maneira? Pois podia, mas não foi. Mãos à obra!


De anónimo a 22 de Setembro de 2010 às 10:10
Ambas são opções cívico-político válidas... mas não sei qual a melhor, neste momento.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres