Fumaça tóxica

A tentativa de equiparar a responsabilidade de Vítor Constâncio à dos autores materiais das fraudes bancárias é uma operação perversa e eivada de má fé.

Quem nos quer entreter com assuntos colaterais desta natureza?
Os pecadores precisam de novo de um Agnus Dei? [José Medeiros Ferreira, Bicho Carpinteiro]

MARCADORES: ,

Publicado por JL às 23:49 de 28.05.09 | link do post | comentar |

4 comentários:
De Xa2 a 29 de Maio de 2009 às 15:02
Quando estas coisas dão para o torto (e não só) ... tem que haver responsáveis e tirar-se daí lições para melhorar e para precaver o futuro. E, por isso, convém clarificar e lembrar alguns aspectos:

1- Existem diferentes graus de responsabilidade e de participação (ou omissão)... pelo que eventuais críticas e penalizações têm de ser diferentes.
Tal como também tem que se ter presente que há diferenças entre ''polícias'' e ''ladrões''. E neste caso, é óbvio que a gravíssima fraude e... foi praticada pelo BPN ...

2- Há que recuperar ''o produto do roubo''... (antes que este se esfume, antes que os prazos se esgotem, antes que seja tudo arquivado por ... qualquer ''razão'' ou ''desculpa'' processual).

3- Há a possibilidade de os eventuais arguidos, ''suspeitos'' e ''presos preventivamente'' sejam declarados como «não culpados» e peçam ainda uma indemnização ao Estado e/ou aos magistrados, jornalistas, etc.

Por tudo isto é que é difícil acreditar em ''eficientes reguladores'' e na eficiência da Justiça portuguesa... e em 'virtuosos conúbios' entre políticos e empresários, entre 'parcerias público-privadas' ...
Por tudo isto é que é políticos e 'grandes' responsáveis institucionais deste país têm de fazer um enorme esforço para melhorar e muito...


De ei burro sou eu? a 29 de Maio de 2009 às 10:38
Pois é, e o buuro sou eu?
Eu sou mais burro que o outro porque ela, mesmo assim, tem uma churuda conta bancária e eu pago os impostos para financiar os buracos negros bancários. E o burro sou eu né!


De Izanagi a 29 de Maio de 2009 às 02:09
Há um ditado que diz que tão ladrão é o que vai á vinha como o que fica ao portão.
Um agente da autoridade, mais uma equipa de 4 ou 5 agentes, de que é responsável hierarquicamente, perante assaltos a cidadãos, fingem sistematicamente que não vêm, e por consequência nunca intervêm, permitindo que os assaltos sejam eficazes. Não merecem ser castigados? A sua omissão não configura uma ajuda aos assaltantes? Vítor Contâncio é o polícia desta história. Não tem responsabilidades, conjuntamente com o CA de que é Governador? Ou serei eu, contribuinte que terei essas responsabilidades, porque na realidade é a mim que vêm exigir parte dos impostos, provenientes de um trabalho honesto, para pagar os assaltos e as principescas, atendendo à produtividade, obscenas, remunerações


De DD a 31 de Maio de 2009 às 20:35
Imaginem que há dois anos atrás o BP retirava a licença de exercício da actividade bancária ao BPN como deveria ter feito.
O que se iriam dizer em defesa de pessoas tão "honestas" como Oliveira e Costa, Dias Loureiro, etc.
Toda a gente diria que era um ataque ao PSD e ao próprio presidente Cavaco que foi grande accionista do BPN.
Depois de rebentar a crise financeira de Nova Iorque e do Mundo, toda a gente passou a ver a actividade bancária com outros olhos, mas antes, ninguém no MUNDO viu um Madox e muitos outros ladrões. Eram todos boa gente que ganhavam dinheiro para os fundos das seguranças sociais, associações caritativas, pequenos e médios investidores, etc.

O BP bem andou atrás do BPN e muito tentou para ver o que se passava, mas foi sempre aldrabado e se tivesse retirado a licença do BPN, o que aconteceria aos depósitos e aos empregados e, mesmo, às empresas do grupo SLN?

Sejamos HONESTOS. Nenhum de nós viu ou pensou no que se passava. Agora é fácil criticar.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO