Propostas com credibilidade e pernas para andar

Imposto europeu sobre as transacções financeiras

Segundo o Diário Digital e órgãos de comunicação social divulgaram, «a Comissão Europeia apresentou, em Bruxelas, propostas para reforçar a supervisão financeira na Europa, através de uma "reforma profunda" do sistema actual de controlo de fluxos financeiros, que espera irá evitar crises no futuro.
"É agora ou nunca", afirmou o presidente da Comissão Europeia em conferência de imprensa, acrescentando que "uma melhor supervisão dos mercados financeiros transfronteiriços é essencial por razões éticas e económicas".
Bruxelas pretende que, no futuro, novos organismos pan-europeus possam ter uma maior influência na regulação do sector financeiro a nível nacional.
O executivo comunitário quer reformar a arquitectura actual através da criação de um Conselho Europeu do Risco Sistémico encarregue da supervisão ao nível macroeconómico e capaz de advertir as autoridades nacionais na eventualidade de serem detectados problemas graves no sistema.
Esse Conselho poderá ser coordenado pelo presidente do Banco Central Europeu e os governadores dos bancos centrais da União Europeia também podem seriam envolvidos, segundo a ideia apresentada.
A Comissão Europeia propõe, ainda, a criação até 2010 de um Sistema Europeu de Supervisão Financeira que ligará as autoridades nacionais de supervisão e com o objectivo de facilitar a harmonização da regulamentação e a coerência das várias práticas nacionais.
Estas medidas serão agora examinadas, em Junho, pelos ministros das Finanças da UE e pelos líderes europeus, antes de Bruxelas avançar, no Outono com propostas legislativas concretas
 
Serão, entre outros certamente, factos como estes que levam Vital Moreira a insistir na ideia do Imposto Europeu. Parece que a UE lhe dará razão, só por cá foi (e ainda é) a reacção, negativista e contraditória, que se viu. Persistem em apresentar propostas legislativas isolacionistas, para consumo interno, que nada resolvem nem vão ao encontro dos desafios globais dos tempos actuais.
Efectivamente, neste caso, e mais uma vez se pode aplicar o ditado popular “é muito difícil ser-se pároco numa freguesia destas” ou então o de que “santos da casa não fazem milagres”.
Os eleitores, mesmo os insatisfeitos, e porque sabem distinguir a realidade dos factos das demagogias oportunisticas, saberão dar a devida resposta aos demagogos no momento adequado, quando forem depositar o seu voto.


Publicado por Zé Pessoa às 00:31 de 29.05.09 | link do post | comentar |

1 comentário:
De Anónimo a 29 de Maio de 2009 às 10:17
Os candidatos, com propostas ou sem elas, quer elas sejam boas ou más, estão a dar uma péssima imagem aos eleitores e à população, com acusações mutuas de baixo nível e gafes permanentes .

Não se respeitam, minimamente, uns aos outros, como podem esperar que os eleitores os respeitem?

Vai ser uma debandada geral e depois venham acusar-se, ainda mais, uns aos outros atirando culpas que só são próprias e não alheias.

Vai ser a maior abstenção de sempre e o que é mais grave é que estes paspalhões acabam por ser eleitos e não aprendem nada. Eles e a corja que gravita à sua volta, irão repetir os mesmos disparates num futuro mais ou menos proximo.


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO