Graxa e 3 macacos no congresso do partido

« Saúdo todas e todos os camaradas sem mais pormenores pois deixei a caixa da graxa no largo de São Domingos.»- início da moção de DD.
Esta é uma frase sintomática de um militante histórico (33º) e acérrimo defensor do partido, do ‘status quo’ e seus dirigentes (e do governo).
Por “GRAXA”, entenda-se gordura e mesura subserviente e pacóvia, ‘saloiíce’ e ‘lambe-botice’ de muitos eternos esperançosos de ‘tachos’, ‘cunhas’ ou milagres e, ainda, a ‘esperteza’ de uns poucos beneficiados do ‘sistema’ ou de ‘padrinhos’, apesar do seu mais que duvidoso mérito cívico, profissional ou académico.

Se retirarmos a usual e excessiva ‘graxa’ das intervenções … o que fica deste 14ºcongresso da FAUL ?
Fica o ‘pavoneio’ pela ‘passerelle’, a fugaz proximidade dos ‘(des)astros’ político-partidários, algum rever de velhos conhecidos e ‘compagnons de route’, a curiosidade de novatos, …
Fica a postura (aparentemente séria e preocupada) do presidente da mesa que procurava cumprir o horário (e despachar os trabalhos) …
Ficam as acusações de traição e de ilegalidades (mútuas) no processo eleitoral … e de um regulamento de congresso (que só é conhecido no próprio dia) que continua a reservar ‘até um terço’(!!) de lugares na Comissão Política Federativa para ‘inerentes’, para não eleitos directamente pelos militantes nestas eleições…
Ficam as veladas referências de falta de transparência e de democracia interna, do uso de ‘sindicatos de voto’, de caciquismo, de nepotismo, … de vergonhosas práticas e comportamentos que (embora sejam semelhantes aos que existem noutras ‘casas’) muito nos dói e prejudica … e que os cidadãos não devem aceitar acriticamente, nem auto-marginalizar-se da política e nunca fazer como os “3macacos” (não querer ver, ouvir, falar).

Quanto ao acordo alcançado (‘de cima sugerido… com muita força’) entre as duas facções/ candidaturas e a partilha (a quase 50%) dos cargos e representantes parece ser racional e ‘politicamente coerente’ …, embora ‘ilegal’ e duramente criticado (e recusado com muitos abandonos do congresso) por alguns militantes que mais se empenharam na disputa … seja por verem defraudadas as suas esperanças numa vitória retumbante da sua linha de apoiantes, seja pela não hecatombe dos seus ‘caros inimigos figadais’, seja por serem impedidos de acederem a lugares proeminentes…

O que a alguns pareceu errado foi não se ter aproveitado a ocasião (o congresso) para pôr tudo em ‘pratos limpos’, se necessário partindo mesmo a louça toda… em vez de se voltar a esconder o lixo debaixo da passadeira vermelha… da graxa verbal, aplausos e palmadinhas nas costas.
O que também pareceu errado (a um grupo ainda menor e desunido) foi a falta de qualidade da generalidade das moções (que mal se divulgaram, não se debateram e poucos leram…’’também eram as redondas tretas do costume’’), intervenções e práticas que, em parte, se revelaram neste congresso … quase igual aos outros.

Mas falta referir que houve um 3ºcandidato, polidamente ostracizado (“glória aos vencidos”, ainda mais sendo “uma vitória pírrica” e tendo plena consciência desta via … “Avé César ! os que vão morrer te saúdam”), e que ainda há excepções com valor (independentemente de concordâncias ou críticas) que, apesar das dificuldades, ousaram pensar/ apresentar contributos e ser Socialistas diferentes.

Zé T.



Publicado por Xa2 às 19:00 de 26.10.10 | link do post | comentar |

2 comentários:
De Izanagi a 27 de Outubro de 2010 às 18:42
Esta cúpula do PS e alguns militantes metem-me NOJO. Dão-me vómitos.
E fascistas eram os que forma depostos no 25 Abril!!


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 26 de Outubro de 2010 às 19:52
«Quando a ordem é injusta,
a desordem é já um começo de Justiça»
-R.Rolland


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO