7 comentários:
De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 23 de Novembro de 2010 às 19:12
"Estou aqui para falar exclusivamente sobre esta escola".


De "DD" você expilica ou na expilica? a 23 de Novembro de 2010 às 16:54
Será "DD" capaz de explicar estas diferenças?
A Espanha fez esta manhã uma emissão de dívida de 3,26 mil milhões, na qual pagou o dobro dos juros que tinha pago na última operação semelhante, em Outubro, e não conseguiu vender a totalidade do valor previsto.
Segundo anunciou hoje o Banco de Espanha, o Tesouro espanhol colocou 2,09 mil milhões de euros em títulos a três meses com um juro médio de 1,743%, acima dos 0,951% do último leilão com a mesma maturidade, a 26 de Outubro. Para esta maturidade, a procura superou em 2,34 vezes a oferta.

Na dívida a seis meses, foram colocados 1,16 mil milhões de euros à taxa média de 2,111%, face aos 1,285% do último mês. Neste caso, a procura foi de 2,65 vezes a oferta.
No caso português, o panorama agravou-se nos mercados internacionais, com a dívida nacional a chegar a ser transaccionada nos mercados secundários a 6,88%, estando a média do dia nos 6,758, mais do que os 6,721% de segunda feira.




De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 23 de Novembro de 2010 às 15:35
"Estou aqui para falar exclusivamente sobre esta escola".


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 23 de Novembro de 2010 às 13:32
"Estou aqui para falar exclusivamente sobre esta escola".


De Ser ou não ser (com ou sem Sócrastes) a 23 de Novembro de 2010 às 14:37
Se o governo Sócrates (antes e/ou depois de revitalizado) não tomar, de vez, juízo e der mostras claras de rigor na boa gestão orçamental e continuar a permitir esquemas mafiosos de apadrinhamento a boys que sacam o mais que podem e por onde podem, nomeadamente e nomeações de assessorias, será inevitável vir a ser a quarta falência na Europa .

Ser ou não ser, eis a questão, tudo depende dos socialistas, eminentemente daqueles que tomaram conta do respectivo "aparelho".
Um post lucido, este de "DD", ainda que a fugir-lhe o pé para o chinelo...


De Mudar de... a 23 de Novembro de 2010 às 14:43
Ò amigo, acha sufuiciente a mudança de governo, com ou sem Sócrates, se o povo continuar a ter atitudes socretinas?

Se fosse posivel, o resultado era ideal, seria o mudar de ministros, de partidos e até de ...

de padres, eu queria dizer de padres!


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 23 de Novembro de 2010 às 13:31
"Estou aqui para falar exclusivamente sobre esta escola".
(Ministro a AI quando questionado sobre a chegada do primeiro de seis blindados que foram adquiridos para a cimeira da NATO e que só chegou dois dias depois desta ter terminado)


Comentar post