4 comentários:
De DD a 27 de Novembro de 2010 às 15:53
Não era uma povo de bananas, tanto mais que limpou o sebo ao Rei e ao princípe D. Luís Filipe na Praça do Comércio.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 24 de Novembro de 2010 às 10:48
Já aqui comentei, a propósito de não sei o quê, que o real povo português está fielmente representado num programa da RTP1 chamado de Preço Certo. Quem quiser ver com olhos sociológicos e de estudo não necessita de ir passear pelo país. Basta-lhe passar uma horas a ver uma dúzia destes programas. Não tem mal, nem tem bem. É assim mesmo, um retrato do País onde incluo o apresentador e os seus quatro assistentes.
E a propósito da afirmação incluída neste post «que a falta de educação mantém o povo na imbecilidade e adormecimento» quero ainda acrescentar uma pequena mas verdadeira «estória».
Uma amiga de infância contou-me no outro dia que tinha sido aconselhada a inscrever-se no programa «Novas Oportunidades» para ter o 12º Ano e assim poder subir um nível na carreira administrativa na Segurança Social onde fez todo o seu percurso laboral e onde, nos anos sessenta e setenta, se entrava com o antigo 5º Ano dos Liceus…
Dizia-me ela que entusiasmada com a ideia, pois está à beira da reforma, que até eu entrava no seu salto académico, pois era referido no seu trabalho que lhe dará a equivalência. E então contou-me que estava a contar a «estória da sua vida» em Word (vê lá tu, eu a escrever num computador…). Concluindo, a equivalência era-lhe atribuída mediante a avaliação de um trabalho com um número de «x» páginas onde ela contaria com palavras e imagens, a sua vida.
Não quero, por agora, fazer comentários a este programa das Novas Oportunidades, que acabei de contar e que, repito, me foi contado pela voz da própria candidata.
Mas tenho a certeza que a minha querida amiga de infância fez bem ao inscrever-se, porque merece de certezinha absoluta ser remunerada um nível acima e um dia ter uma melhor reforma.
Mas se «isto» é um programa de Ensino, que permite o acesso directo à Universidade, como vi à dias um senhor de oitenta e tal anos orgulhosamente manifestar o seu interesse, após obter a equivalência ao 12º Ano neste mesmo programa, aí já tenho as minhas maiores dúvidas.
Mais uma vez, andamos a enganar quem?


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 24 de Novembro de 2010 às 10:50
Faltou-me concluir:
"Um país de bananas governado por sacanas". Ontem como hoje. O verdadeiro esplendor de Portugal.




De anónimo a 25 de Novembro de 2010 às 10:24

A estória da sua amiga no Novas Oportunidades é mais que verdadeira ... existem muitos casos que são ainda piores ... pois quem faz o tal relatório ou portfólio não são os candidatos mas familiares, amigos ou simplesmente compram-no !

Embora, em abono da verdade, também se deva dizer que existem alguns casos (poucos) em que os candidatos (pelo seu percurso de vida e esforço pessoal, tanto profissional como cultural e de autodidactas) merecem a equivalência ao 9º ou ao 12º ano.- mas esses são a excepção à regra.
Por outro lado, também devemos estar conscientes que também no ensino Superior há fraude...
e o mesmo acontece não só em Portugal, como em França, Reino Unido, Estados Unidos, Brasil, etc ... para já não falar dos cursos da treta e diplomas comprados na internet ...

Mas voltemos a Portugal : concordo que é
um país de mansos, sacanas (ladrões e burlões, ...) !! !


Comentar post