15 comentários:
De o PAÌS ou a Banca ?! a 7 de Dezembro de 2010 às 15:29
Todo um programa
(por João Rodrigues, Arrastão)

"O país prejudica a banca nacional".

Este título não é do inimigo público.
É de um editorial do Diário Económico desta semana, inspirado por esse comité executivo dos negócios colectivos do capital financeiro que dá pelo nome de Banco de Portugal. Esta gente não tem vergonha.

É que o oposto está mais próximo da verdade:
a banca portuguesa é que prejudicou o país.
Imbricada com a banca internacional, promoveu o endividamento excessivo, canalizando recursos para os sectores rentistas;
beneficiou de regimes fiscais de favor sem paralelo, participando activamente nessa acumulação por expropriação de recursos públicos que dá pelo nome de parcerias público-privadas;
transferiu o stress para o sector produtivo e para as famílias, cobrando comissões sem fim
e capturando reguladores e pessoal político com eficácia.

Agora está à rasca e só o BCE a salva, financiando-a a taxas quase nulas para que empreste aos Estados a taxas de 7%.
Será que se trata agora de preparar o país para mais um momento de Estado bombeiro à irlandesa, apagando as suas dificuldades num contexto de crise europeia?


De Público ou Privado? decidam-se ! a 7 de Dezembro de 2010 às 15:35
Bancos públicos?

O Estado irlandês deveria ter-se salvo a si próprio mediante a reestruturação drástica dos passivos bancários.
A dívida bancária não pode ser dívida pública.
A sê-lo, os banqueiros terão de ser considerados funcionários públicos e os bancos departamentos do governo.
Neste caso, os credores também terão de sofrer na pele.

Martin Wolf
via João Rodrigues, Ladrões de Bicicletas, 7.12.2010


Comentar post