9 comentários:
De Decidi: apesar de... Votarei M. ALEGRE . a 15 de Dezembro de 2010 às 12:07
«A fava dos mercados

Quando mais logo, pelas 20:00 horas, no Mercado da Ribeira, os apoiantes de Lisboa da candidatura de Manuel ALEGRE se reunirem para jantar, farão ver que na ementa do dia não consta o prato de favas-contadas que Cavaco dá a entender existir.

Aliás, talvez para surpresa de muitos que atacam Manuel Alegre sem nunca dizerem qual o candidato que apoiam,
é mesmo bem possível verem, nas Janeiras, Cavaco a engasgar-se com a fava depois de ter andado todos estes ANOS a GOZAR as boas-ACÇÕES que as boas-moedas METERAM na MASSA com que lhe fizeram o bolo-rei.
LNT, [0.475/2010], A Barbearia.»


De Estratégia ppc a 15 de Dezembro de 2010 às 12:36
-------------
Apoiante de Passos Coelho , | 15/12/10

Caros,
A estratégia é a seguinte...

Derrubamos o governo
Associamos todos os problemas do País ao Sócrates
Chamamos o FMI
1/3 dos funcionários públicos ( saúde e ensino) para a Rua !!
Os nossos amigos empresários investem em novos hospitais privados e escolas privadas.

O povão vai ter que pagar o que quisermos para terem acesso ao ensino e à saúde.

O Grande Líder Passos não é esperto ???

Viva o PSD !!!!
Viva nós os grande bajuladores

Viva o gordo ( grande Rangel )

-----------------
NASPAREDE , | 15/12/10

Apoiante de Passos Coelho arranja lá um gajo que tenha trabalhado no vida.
O homem não sabe o que é um Orçamento de Estado, nunca fez nenhum nem sabe como se faz.

Mas quer mandar fazê-lo.
Percebes, ignorante?
O homem quer ser P. Ministro, que foi uma coisa que a mãe lhe pediu quando nasceu. Pronto.

Nunca trabalhou, nunca foi deputado que se visse, nunca foi Secretário de Estado, Chefe de Gabinete, Assessor ou Ministro, mas quer ser P. Ministro.
Se isto acontecer, só em Portugal...... Então é que emigro de vez.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 15 de Dezembro de 2010 às 12:39
Eu também não!
Lembram-se de uns desenho que apareciam muitas vezes nas paredes e portas das casas de banho públicas?
Sim, esse com duas bolas e uma salsicha em cima, com «olhos» ou sem «olhos» com + ou menos pelos» + ou - bem desenhado...
Se calhar era num «das caldas» que eu vou votar para PR. Pelo menos quando me f_dessem sabia que era o meu «candidato»...


De Alegre: Defende dir.sociais e trabalhad. a 17 de Dezembro de 2010 às 11:57
O debate Manuel Alegre/ Defensor de Moura

Hoje vi o debate.

Tratou-se de um frente a frente ultra civilizado, sereno, de amigos do peito, com grande coincidência de pontos de vista.

Ambos estiveram de acordo sobre o desempenho deficiente de Cavaco Silva, enquanto Presidente da República, por não ter actuado ou ter actuado com atraso na questão da crise com que o País se debate. Sobre os problemas estruturais do País responsabilizaram Cavaco Silva enquanto Primeiro Ministro deste País durante dez anos por não ter tomado então medidas significativas de combate a essa situação.

Claramente Defensor de Moura é um candidato com um apoio muito localizado fazendo da regionalização e da corrupção as suas bandeiras.

Manuel Alegre tem ideias muito claras sobre aquilo que entende serem os poderes e a função da Presidência da República, pelo que se torna aliciante o seu debate com Cavaco Silva.

Ambos afirmaram que as medidas últimas do governo dão maus sinais designadamente as de carácter social.

Alegre foi muito convincente no toca à defesa do SNS, Escola Pública e direitos sociais do mundo do trabalho, afirmando não contarem com ele na cadeira de Presidente para promulgar leis que vão contra esess pilares estruturantes da sociedade portuguesa.

Etiquetas: Manuel Alegre Vs Defensor de Moura
# posted by Joao Abel de Freitas, PuxaPalavra


De Este candidato 'foi/ vai-me ao bolso' !! a 15 de Dezembro de 2010 às 11:27
Eu não gosto (politicamente) deste sr. Silva, especialmente de quando teve responsabilidades executivas, e não vou votar nele.

Mas daí, a 'condená-lo' por ter feito aquela declaração obrigatória, no tempo do Salazarismo/fascismo, mais o acrescento idiota ... não, não gosto, mas deixo passar.

Para mim/nós cidadãos contribuintes, o mais grave recentemente e já como PR é a sua 'actuação' como ''amigo e beneficiário'' dos ''negócios fraudulentos do BPN'' ...
e em que eu/nós já tenho/temos de contribuir forçadamente com uma parte do meu trabalho e poupanças para tapar o buracão negro de 4,7 mil MILHÕES de Euros.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 15 de Dezembro de 2010 às 11:43
Plenamente de acordo com este post e este comentário.


De Vergonhosos sr.Silva/ PSD / ppCoelho/... a 15 de Dezembro de 2010 às 11:55
Zé T. a 14 de Dezembro de 2010

post («As vergonhas do sr.Silva») esclarecedor. subscrevo:

Vergonhosos são
«...aqueles que nos últimos anos tiveram a responsabilidade de estar à frente do estado e nada fizeram para o evitar.
Pior, impuseram políticas e soluções económicas que não só não evitaram a fome e a pobreza como contribuíram para o seu aumento.
Quem lutou por menos direitos, menores salários e maior precariedade no emprego é que se deve sentir envergonhado pelas culpas que tem no cartório.
...
correr com a corja que se tem alimentado e engordado à custo do que devia ser distribuído por todos.»


De DD a 15 de Dezembro de 2010 às 11:00
O homem esqueceu-se e disse ontem que não se recordava de ter ido à Pide. A memória do septuagenário está fraca.


De Ladrões e Burlões do PSD e companhia a 16 de Dezembro de 2010 às 10:11
Os boys do cavaquismo

Iniciou-se hoje o julgamento do maior roubo verificado em Portugal desde a instauração da República, em 1910.

O roubo e a delapidação de valores ascendem a quatro mil e setecentos milhões de euros (4.700.000.000 €) valor que o Estado português já desembolsou através da CGD e está a ser pago por todos nós.
É mais do que o custo estimado para a construção do novo aeroporto de Lisboa.

Esta gente está acusada de abuso de confiança, burla qualificada, falsificação de documentos, branqueamento de capitais, infidelidade, fraude fiscal qualificada e compra ilícita de acções.

Na iminência de ser preso, Oliveira e Costa divorciou-se e deu todos os seus bens à mulher.
Um truque que não colheu, nos EUA, com Madoff.
Ali foram atrás da sua fortuna e confiscaram-na.
Enquanto Madoff, em menos de seis meses, foi preso e condenado a prisão perpétua por cá os grandes ladrões andam por aí passeando e gozando o produto do roubo enquanto os processos, se arrastam anos e anos.

Oliveira e Costa era presidente de 25 empresas do grupo SLN, criadas para encobrir os roubos.
Os filhos e genro presidiam a outras.

Arlindo de Carvalho, ex-ministro de Cavaco Silva, e Duarte Lima ex-lider parlamentar do PSD, beneficiaram de empréstimos do BPN, de 25 milhões de euros cada (Jornal de Notícias de 2010-12-15)

Os arguidos são Oliveira e Costa antigo secretário de estado dos assuntos Fiscais de Cavaco Silva e mais 14 amigos:
José Vaz Mascarenhas, que encabeçava o Banco Insular,
o antigo administrador Luís Caprichoso, Francisco Sanches, Leonel Mateus, Luís Reis Almeida, Isabel Cardoso, Telmo Belino Reis, José Monteverde, Ricardo Oliveira, Luís Ferreira Alves, Filipe Baião do Nascimento, António Martins Franco, Rui Guimarães Dias Costa, Hernâni Ferreira e a Labicer – Laboratório Industrial Cerâmico.

Dias Loureiro, grande amigo de Cavaco Silva, ministro da Administração Interna no seu Governo e escolhido por ele para membro do Conselho de Estado, está envolvido directamente no “prejuízo” de 40 milhões de euros (negócio de Porto Rico) tem processo separado e vive dos “seus” rendimentos, em Cabo Verde onde dizem que possui um resort e grandes investimentos no turismo .
Tal como Oliveira e Costa, Dias Loureiro não tem nada em seu nome.

O país "é muito suave".
Talvez esta gente acabe condecorada.

Etiquetas: BPN, Cavaco Silva, Oliveira e Costa
# posted by Raimundo Narciso @PuxaPalavra, 15.12.2010
Comments:

Eles lá o sabem fazer e as leis facilitam.
Dias Loureiro "esqueceu" tudo.
Só não se esqueceu de exilar em Cabo Verde, onde adquiriu muita coisa.
Agora vem pouco a Lisboa encontra-se com os seus amigos em Paris nos bons hotéis e restaurantes.

Este de certeza nunca será preso nem julgado.


Comentar post