Será que nos tornámos uma sociedade de cobras?

Um elefante vê uma cobra pela primeira vez.

Muito intrigado pergunta:

- Como é que fazes para te deslocar? Não tens patas!

- É muito simples - responde a cobra - rastejo, o que me permite avançar.

- Ah... E como é que fazes para te reproduzires? Não tens tomates!

É muito simples - responde a cobra já irritada - não preciso de tomates, ponho ovos.

Ah... E como é que fazes para comer? Não tens mãos nem tromba para levar a comida à boca!

Não preciso! Abro a boca assim, muito grande, e com esta enorme garganta engulo a minha presa directamente.

- Ah…ok! Ok! Mas então, resumindo….rastejas, não tens tomates e só tens garganta...

 

Esta generalização é, abusivamente exagerada mas, infelizmente, constitui uma opinião publicada e o que é grave a tornar-se, também, pensamento e debate público, de quase toda a gente.

Tem de ser invertida, esta tendência de generalização, e será possível faze-lo se os responsáveis políticos e partidários começarem por dar o exemplo através de comportamentos concordantes com o postulado nos respectivos, próprios estatutos e declarações de princípios. Apliquem-no, dêem vida à letra que tem andado morta.

Comecem por ganhar a estima, o respeito e a credibilidade junto dos respectivos militantes.

Seria óptimo, para todos os portugueses, com mais ou menos responsabilidade, que os chamados “donos” dos aparelhos partidários iniciassem o Novo Ano com outros comportamentos. Aproveitem a situação de constrangimentos para, sem demagogias e com atitudes concretas, darem sinais de arrumo nas próprias casas partidárias.

Debatam assuntos de proximidade e convoquem quem, por uma ou por outra razão, se sentiu afastado ou se auto afastou das actividades politicas, autárquicas e partidárias.

Serão os dirigentes capazes disso? Só deles próprios depende o lançar desafios.



Publicado por Zé Pessoa às 00:17 de 22.12.10 | link do post | comentar |

2 comentários:
De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 22 de Dezembro de 2010 às 12:33
De boas intenções está o inferno cheio...
E de «anjinhos» à espera de milagres, também.
Bem podes esperar sentado que é para não te cansares da espera.
Só há uma solução - é indignação e a revolta contra estes «respeitáveis cidadãos vigaristas» da nossa vida política e económica, para a prisão, e já!


De militante a 22 de Dezembro de 2010 às 10:45
Partilho desses votos...
mas não acredito que as nossas animálias mudem ... é como aquela do escorpião: está na sua natureza.

Sublinho as palavras incluídas no post «O FLAGELO NEOLIBERAL »:
«...
políticos enfeudados ao grande poder económico e financeiro, que empobrecem milhões ...

é constante a lavagem ao cérebro...
sempre os mesmos...

entregues aos latifundiários da comunicação social...
as exigências da oligarquia económica e financeira...
os guardiões da Ortodoxia Neoliberal em Portugal...

Vamos BRINCAR à caridade? (e às políticas e partidos)

Ou VAMOS LUTAR contra as causas da pobreza?
(e contra os autores e representantes da desigualdade aberrante, da injustiça, da corrupção, do nepotismo, do roubo/extorsão, da fraude, burla e mentira generalizadas ...)
...»


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO