5 comentários:
De Izanagi a 21 de Dezembro de 2010 às 17:41
E eu gostava de ver um Post sobre os chamados "genéricos de marca" Da mesma forma que gostava de ver um Post sobre o porque da existência de mais de 300 genéricos com o mesmo principio activo ( qual a explicação para esta situação?) e porque é que no caso de doenças crónicas não são as farmácias a controlar a prescrição e há necessidade utente "queimar" uma consulta ?
Seguramente que DD vai responder a estas questões. Ficamos a aguardar


De DD a 21 de Dezembro de 2010 às 19:23
No Centro de Saúde do Lumiar preencho um simples papel com o nome do medicamento que quero e passado dois dias tenho a receita assinada e carimbada. Também costumo pedir análises para diversas coisas como PSA. colestrol, etc. e nunca me foi redcusada e sem ser consultado por um médico, dado que estou no computador com umas pequenas maleitas crónicas.
Na última vez, pedi três ciaxas de 56 drageias de Omeprazol e "adquiri" na farmácia a ZERO euros.


De Izanagi a 22 de Dezembro de 2010 às 10:35
DD é uma pessoa dualista no sentido em que é um homem de azar: foi fundador do Partido Socialista, do qual agora deve estar envergonhadíssimo, pelo desvio ideológico do mesmo, mas sobretudo de prática governativa, mas por outro lado é um homem de sorte. O meu pai, mais idoso que DD, doente crónico, que toma diariamente cerca de 10 comprimidos diferentes, necessita de marcar uma consulta no Centro de Saúde para que a médica os prescreva, gastando com isso uma das consultas a que a médica está obrigada a fazer . E para lhe prescrever análises ou outros exames é uma dificuldade enorme, mesmo aqueles que a ciência médica aconselha para controle da sua doença.
Ainda bem que DD tem essa sorte, porque para sofrimento já lhe deve chegar este PS que ajudou a "parir".


De Zé T. a 22 de Dezembro de 2010 às 14:06
Eu e a minha família ainda não conseguimos ter ''médico de família'' ... pelo que a ida ao C.Saúde é para evitar ao máximo ou então perdemos uma manhã ou tarde...
Mas continuo a defender o SNS ... e a sua melhoria.

Já o 'buracão na Saúde' (e ...) e as parcerias PP é que deixam muitas dúvidas, quanto à responsabilidade/dolo de quem as fez e quanto ao seu benefício social, pois parece que para o Estado ficam apenas os custos e para os privados os lucros.
- tal como no resto:
critica-se muito o Estado (e acho bem que se critique o que está mal, para melhorar, mas não para o destruir ou assaltar) mas 3/4 dos empresários portugueses ''mamam na sua teta'', seja directa ou indirectamente, com contratos, adjudicações, isenções, subsídios, fugas ao fisco ... mais os benefícios gerais que recebem (e têm direito) como cidadãos.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 21 de Dezembro de 2010 às 16:02
Fico à espera no dia 2 de Janeiro que faça um post a dizer MEDICAMENTOS SOBEM...


Comentar post