'Inside job' - Onde está a imoralidade e a ganância

Onde  está  a  imoralidade ?

Vale a pena ver o Inside Job, um bom documentário sobre a grande crise causada pelo neoliberalismo.
Esquecendo um certo moralismo sobre os estilos de vida dos especuladores ou a idealização de certas elites políticas europeias, visível nas entrevistas à Ministra das Finanças francesa ou ao Director do FMI, concentro-me em três pontos fortes de um documentário simples, mas não simplista, apenas prejudicado pela legendagem.
     Em primeiro lugar, uma certa perspectiva que permite localizar a origem estrutural dos problemas económicos actuais nos processos de liberalização, desregulamentação e privatização financeiras iniciados nos anos oitenta e que se generalizaram à escala global nos anos noventa – dos EUA à Islândia.
     Um processo de financeirização gerador de crises e que contribuiu para o brutal e macroeconomicamente contraproducente aumento das desigualdades.
     Em segundo lugar, e porque isto nos tem interessado, o documentário sublinha bem o papel de certa ciência económica na crise. As ideias contam nos processos de transformação institucional conduzidos por interesses que se tornaram cada vez mais poderosos. Destaque para as entrevistas a economistas académicos com participação no processo político – Mishkin, Feldstein ou Hubbard:
economistas que pugnaram pela liberalização financeira, pela privatização da segurança social ou pelo aumento da regressividade do sistema fiscal.
     É impressionante ver como não conseguem justificar os conflitos de interesse, as ligações ao sector financeiro ou os estudos por encomenda. É também notável a miopia ideológica face ao desastre eminente por parte de quem tinha responsabilidades políticas e muita influência intelectual.
     E em Portugal?  Por que é que ninguém investiga o fascinante mundo do eixo liberal academia-consultoria-finança?
     Em terceiro lugar, o documentário expõe com todo o realismo o chamado “governo de Wall-Street”, as passagens dos bancos para o governo e do governo para os bancos, a captura de democratas e de republicanos, do poder político, pelo sector financeiro. Lawrence Summers nas administrações Clinton e Obama é um dos melhores exemplos de um economista de Harvard e de Wall-Street.
Pena que não haja o mesmo escrutínio sobre a UE: 15.000 lobbyistas em Bruxelas, 12.000 em Washington.
     Em Portugal temos o espírito santo e outros donos do país. Particularmente interessante é a parcialidade do sistema judicial. Ao contrário da narrativa que circula em Portugal sobre a justiça nos EUA e a sua celeridade em julgar os Maddoffs, a incapacidade em investigar a fundo um sistema de predação financeira é bem sublinhada. O poder do dinheiro concentrado corrói sempre as instituições públicas.
     A origens da imoralidade do sistema financeiro, de que fala Helena Garrido, da ganância financeira, estão nas estruturas da finança de mercado, nas estruturas construídas ao longo de três décadas de hegemonia neoliberal, mas as reformas progressistas parecem bloqueadas por todo o lado. Quantas mais crises teremos de suportar?


Publicado por Xa2 às 00:07 de 28.12.10 | link do post | comentar |

3 comentários:
De NÃO Á EXPLORAÇÂO e ao ASSÉDIO !! a 2 de Janeiro de 2011 às 13:49
EXPLORAÇÃO DE IMIGRANTES no Alentejo !

O jornal Público de hoje (21.12.2010) denuncia a exploração de imigrantes, nomeadamente de romenos e búlgaros.
Segundo este diário o próprio Bispo de Beja denunciou recentemente a existencia de bolsas de exploração de mão de obra imigrante realçando condições de trabalho e de acolhimento «muito longe do humanamente aceitável».

Para um Bispo da Igreja Católica avançar com estas suaves afirmações o que não será a realidade!

O responsável da Autoridade para as Condições de Trabalho (Inspecção) diz que pouco pode fazer dado que não tem dinheiro para ter tradutores de romeno e búlgaro!
Valha-nos Deus! Ao que se chegou!

O trabalho da apanha da azeitona é o cenário propício a esta exploração !

Há sempre alguém que se aproveita dos mais desgraçados para fazer os trabalhos com baixos custos que está na fronteira do trabalho escravo!

Publicada por A.Brandão Guedes
------------------------------------------

Lembrem-se que muitos dos nossos IRMÂOS e FILHOS e netos também SÃO/serão obrigados a trabalhar no estrangeiro ...
e em que condições (económicas, sanitárias, habitacionais ... e morais) o fazem e aquelas que devem ter e lhes desejamos como cidadãos e PESSOAS, independentemente de nacionalidades, línguas, cores, credos, ...

Lembrem-se que também muitos de nós próprios fomos Emigrantes (= imigrantes na terra de outros...)além de nossos pais, avós e bisavós... que também andaram por Franças, Américas, Áfricas, Brasis, ...

Lembrem-se que mesmo os que não saíram do seu país, foram obrigados a ser Migrantes (internos) saindo das suas terras/regiões e do seio familiar para ir viver/trabalhar para fora, para longe, e em que condições...

Lembrem-se e digam :
NÂO Á EXPLORAÇÃO DE IMIGRANTES !

NÃO Á EXPLORAÇÂO de quaisquer Trabalhadores/ Cidadãos / PESSOAS !!!

NÃO ao ASSÉDIO MORAL e FÍSICO !!
NÃO ao TRÁFICO de SERES HUMANOS !!


De DD a 28 de Dezembro de 2010 às 21:14
A maior MENTIRA americana é a sua celeridade no caso Maddof. O homem foi acusado há DOZE ANOS e os tribunais de Nova Iorque nunca o quiseram levar a tribunal.
.


De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 29 de Dezembro de 2010 às 10:24
tambem deve ser uma MENTIRA a família de Madoff ir pagar/devolver o dinheiro usurpado pelo dito...
Cá o filho do Oliveira e Costa que ainda está a receber como director do BPN...


Comentar post

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Novembro 2019

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO