De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 4 de Janeiro de 2011 às 13:36
Muito mal vai este País quando Cavaco tem razão.
Refiro-me à sua «boca» sobre o BPN...
Então ao fim deste tempo todo em vez de recuperarem, venderem ou encerrarem o Banco, o que a sua administração faz é «pedir» mais dinheiro dos contribuintes para lá ser «enterrado»? Mas que raio de gestão é esta?
Muito mal vai este País quando Cavaco tem razão...


De DD a 4 de Janeiro de 2011 às 22:58
Cavaco participou como ladrão no roubo do BPN através da Sociedade Lusa de Negócios naquilo que se conhece, pois Sócrates não quer divulgar tudo o que sabe sobre as contas de Cavaco no BPN e Banco Insular.
O problema do BPN não é de gestão, mas sim de opinião pública. A partir do momento em que se formou a comissão da AR para investigar o governador do BP acerca do BPN, todos os depositantes foram levantar o seu dinheiro do banco e muitos já o tinham feito antes. A própria Segurança Social tinha lá alguns milhões de euros e levantou-os antes de acontecer a bronca, poius tratava-se de uma aplicação do Fundo de Estabilidade da Segurança Social para as reformas dos trabalhadores portugueses.
Mas, quase todo esse dinheiro foi depositado na CGD e, se não me falha a memória, só o Fundo da Segurança Social tinha mais de 500 milhões de euros.
O banco não fechou logo por necessidade de receber os empréstimos feitos quando terminasse o respetivo prazo e para ver se alguém compra o banco pelos balcões, sede e outros investimentos. Só que hoje na época do netbanco e do multibanco, os balcões já não valem nada.
Saliente-se que a CGD é administrada por um militante do PSD e é ele que dá ordens ao atual BPN.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres