3 comentários:
De Nuno a 22 de Janeiro de 2011 às 14:10
O Rei não vai nu não vai é com uma reforma de + de 9000€ mais o ordenado que recebe como presidente.
.
O POVO é que vai nu mas continua a vestir o REI.


De TRANSPARÊNCIA e BURLAS e ROUBOS a 18 de Janeiro de 2011 às 14:36
O rei vai nu (-por Daniel Oliveira, Arrastão)

Dois discos compactos com detalhes sobre as contas bancárias OFFSHORE de cerca de duas mil clientes e companhias usadas para EVASÂO FISCAL foram ontem entregues por um ex-bancário suíço a Julian Assange.
Não vai faltar quem se irrite. Quem defenda, como aconteceu com a diplomacia, que o segredo é alma do negócio.
Quem se lembre o direito à privacidade que é esquecido para o cidadão comum - em Portugal, por exemplo, os beneficiários do Rendimento Mínimo são obrigados a revelar tudo o que está nas suas contas enquanto o segredo é garantido para quem vai declarando muito menos do que evidentemente tem.

A WikiLeaks prepara-se assim para prestar mais um excelente serviço À SAÚDE das nossas democracias e, já agora, das NOSSAS ECONOMIAS.
Os offshore são usados para BURLAR os Estados de uma forma legalmente aceite - quando não servem para esconder dinheiro de atividades criminosas.

Se são os Estados que permitem a existência destes buracos negros, contribuindo para a DESTRUIÇÂO da função social das políticas fiscais e para a promoção a DESIGUALDADE, que seja a sociedade civil a dizer que o rei vai nu.
Não me parece que quem usa os offshores se vá sentir especialmente envergonhado. Pelo contrário, até sentirá orgulho pela sua eficácia empresarial.

Mas a DENÙNCIA poderá provocar, por uma vez, alguma indignação nos cidadãos contribuintes.
E talvez os leve a pressionar aqueles que elegem a fazer alguma coisa.
A criar regras na circulação de capitais e a impedir que o seu próprio território seja usado para fuga ao fisco.

Porque a coisa é simples:
os CONTRIBUINTES são diariamente ROUBADOS quando são obrigados a pagar aquilo que os que mais têm não pagam.
E são roubados no seu dinheiro porque antes foram roubados no seu poder.
Porque, em muitas democracias, os que elegem se demitem de pedir a todos o mesmo que pedem a quem trabalha.
Saber até que ponto somos roubados só nos pode fazer bem.


De Acampar junto ao palacio de... a 17 de Janeiro de 2011 às 16:18
Venha o rei, venha o rei. a coroa espanhola que representa mais de quatro vezes (+ de 40 Milhões) a população portuguesa gasta cerca de um terço do soberano Cavaco Silva. Enquanto a monarquia do país vizinho se governa com um orçamento em torno dos 9M€ (já reduziu para 7,2M€ o "nosso monarca" vai para os 18M€
aconselho os desempregados, os pensionistas, os jovens a acamparem junto do Palácio de Belém


Comentar post