Alguém quer uma ditadura para Portugal?

É inacreditável como uma estalada dada por um polícia na Tunísia num engenheiro informático sem emprego que para sobreviver andava a vender hortaliças na rua tenha causado a queda do regime ditatorial da Tunísia e passou para o Egito em que a teimosia do ditador de há trinta anos está a causar uma verdadeira explosão popular sem liderança nem partido legal ou ilegal atrás. O jovem tunisino desesperado imolou-se pelo fogo e com isso desencadeou a revolta popular. O exemplo passou para o Egito, onde a partir de informações dadas na Internet e twiters centenas de milhares de jovens vieram para a rua e iniciaram uma verdadeira guerra civil de desarmados contra a polícia que já matou e feriu um número apreciável de pessoas.

Mubarak está de saída e acicatou ainda mais os ânimos ao nomear como vice-presidente o chefe da secreta militar, uma espécie de Pide local. O presidente não tentou falar com o prestigiado político El Baradei, prémio Nobel da Paz, o qual poderia exercer uma influência pacificadora, dirigindo um governo ou substituindo provisoriamente o próprio Mubarak para convocar eleições democráticas.

As imagens dadas pela CNN, BBC e outros canais mostram como as multidões jovens perderam o medo e o exército apareceu de uma forma quase neutra, pelo que admito como possível que, tal como na Tunísia, venham a ser as forças armadas a deporem o ditador Mubarak que apostava em colocar no poder o seu filho.

Os países árabes, africanos e alguns asiáticos como a China são ditaduras. Depois da queda das ditaduras comunistas parece ter chegado a hora das restantes ditaduras. Todas deixam obra por fazer e se mantiverem países unidos pela força, não resolveram os problemas das populações que cresceram muito para além do próprio crescimento económico, principalmente nos países árabes e não se modernizaram a não ser nas fachadas de prédios e gigantescos edifícios.

Enfim, todas as ditaduras têm os dias contados e chegará a vez também à China. Aí a exploração desmesurada do trabalho originou um crescimento económico gigantesco e uma classe capitalista podre de rica em poucos anos que vive rodeada de uma luxo inacreditável para quem visita Xangai, Beijing e Cantão. Por enquanto, os pobres acreditam que a riqueza chegará também a eles, mas se não chegar, a ditadura comunista e capitalista terá de os enfrentar um dia e não resolverá o problema tão facilmente como na praça Tien A Men.

A atual situação económica que tem favorizado apenas a China e alguns outros países emergentes está a provocar a queda das ditaduras. Por enquanto não de todas, mas a prazo todas vão cair, mesmo que substituídas por outras ditaduras. Contudo acalente-se a esperança que muitas democracias acabarão por surgir com todos os seus defeitos, mas mais visíveis e mais susceptíveis de serem punidos.

A solução ditadura, mesmo a termo, não responde a nada. Será sempre um vácuo para a grande maioria da população.

  



Publicado por DD às 00:04 de 30.01.11 | link do post | comentar |

DESTAQUE DO MÊS
14_04_botão_CUS
MARCADORES

todas as tags

CONTACTO

Email - Blogue LUMINÁRIA

ARQUIVO

Junho 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Online
RSS
blogs SAPO