De Entreter a pobreza c. ''pão e circo'' . a 14 de Fevereiro de 2011 às 13:10
Entreter a pobreza

Uma decisão conjunta da Comissão Europeia e do Parlamento Europeu estabeleceu 2010 como o Ano Europeu de Luta contra a Pobreza e a Exclusão Social.
Exacto, 2010, um ano em grande para a agenda política das soluções recessivas à escala europeia.
O ano do Cavalo de Tróia, em que o imperativo de combate ao défice nos países periféricos estabeleceu escrupulosamente as regras da batalha:
cortar nas despesas sociais e nos salários, deixando a salvo os interesses financeiros, a economia especulativa, a espiral do endividamento privado e a injustiça fiscal.

Seguindo as orientações da própria iniciativa comunitária, tratou-se essencialmente de "responsabilizar e mobilizar o conjunto da sociedade", descentrando das instâncias estatais a responsabilidade colectiva no combate à exclusão social.
Nada de contraditório, portanto, com o rumo austeritarista definido:
conter o défice cerceando as funções sociais do Estado, sacrificando as classes com menores recursos e transmutando a lógica de direitos estabelecidos numa difusa e incerta responsabilidade da sociedade no seu todo, sem explicitamente configurar, atribuir ou firmar qualquer espécie de compromisso.

Vale a pena espreitar o conjunto de iniciativas que preencheram, entre nós, a "celebração" do Ano Europeu de combate à Pobreza e Exclusão Social (AECPES) e que consumiram, aparentemente de modo exaustivo, os cerca de 700 mil euros orçamentados.
São essencialmente conferências, debates, mostras e colóquios.
Que envolveram sobretudo pessoas e instituições conhecedoras dos contornos da pobreza e da exclusão.
Parole, parole, parole.

À perplexidade que fomos sentindo ao ver os spots publicitários, a intercalar as notícias sobre os PECs e os cortes sociais, junta-se este confrangedor balanço (sobretudo no confronto com que um ano assim deveria significar).
Na página portuguesa do AECPES figura a tshirt aqui ao lado. **
Não, não precisam fazer um desenho, já percebemos tudo.

**com os dizeres:

« AINDA NÂO PERCEBESTE
COMO COMBATER
A POBREZA E A
EXCLUSÃO SOCIAL ?
eu faço-te um desenho »

Postado por Nuno Serra, Ladrões deBicicletas


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres