De DD a 16 de Fevereiro de 2011 às 23:16
Em síntese, o senhor Abreu acha que não temos desemprego a mais em Portugal e quer mais importações de produtos baratos do Terceiro Mundo e até de pessoal oriundo dos continentes mais pobres.
Acho razoável as suas boas intenções, mas os 11% de desempregados portugueses causam uma preocupação muito maior, até porque o desemprego está crescer e ainda podemos chegar ao fim do ano com 16 a 18% de desempregados.
Gostaria de conhecer a opinião do Sr. Abreu acerca do desemprego em Portugal.
Será que ele acha que o problema se resolve com leis e não com fábricas e mais produção agrícola?


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres