4 comentários:
De Zé das Esquinas, o Lisboeta a 17 de Fevereiro de 2011 às 13:21
Este post é escrevinhado por um ranhoso.
Não, não é um ranhoso por estarmos em época de gripes e amigdalites, não é mesmo de ranhoso, de um ranhoso de todo o ano, porque a sua ranhosice é mental e social.
Este DD que aqui no Luminária nunca teve uma palavra de crítica para o anterior governador do BP e, muito pelo contrário era só elogios à personagem e sempre se apressou a branquear a desastrosa inércia do BP perante as ruinosas gestões de alguns Bancos que tinha o dever e a função de superviosionar, nomeadamente dos BPN E BPP... Esse sim não cumpriu a missão para que era principescamente pago.
Mas este DD "O Ranhoso" lambebotas dos poderes instituídos do PS é duma menoridade moral total. E pensarmos nós que esta «coisa» foi deputado da Assembleia Constituinte. Só de lembrar isso dá-me vómitos... Ao que chegámos... Miséria!


De DD a 19 de Fevereiro de 2011 às 20:33
Pois sou o ranhoso Nr. 33 do PS com muita honra e pouca vergonha e com 41 anos de militância ativa deste a fundação da Cooperativa de Estudos e Documentação, cuja atividade foi sempre vigiada pela Pide e encobria a Ação Socialista Portuguesa. O Nr. 33 vem precisamente dessa Cooperativa de que fui também cooperante fundador com registo notarial.


De Solidariedade a 17 de Fevereiro de 2011 às 00:31
Casal irlandês que deve 800 trilhões de euros à banca toma o pequeno-almoço em casa para conseguir abater mais facilmente a dívida
Há quem diga que tudo de mau que há em Portugal, do endividamento externo à disfunção eréctil, é culpa do crédito fácil. O certo é que um casal português, adquire via crédito, um apartamentozito, um carrito e umas fériasitas em Cuba, enquanto um casal irlandês, pediu e recebeu 800 milhões de euros da banca, após numerosos empréstimos, um de 500 milhões e outro de 300 milhões. Com os 800 milhões, o casal comprou Ferraris, jactos privados, cavalos de corrida, diamantes, castelos na Escócia, apartamentos em NY e deu-se até à extravagância delirante de ir jantar ao Gambrinus, tendo pedido meia dose daquilo que Vasco Pulido Valente estava a comer. O casal está agora a poupar para pagar os 800 milhões, tomando o pequeno-almoço em casa, levando sandes para almoçar no trabalho, comprando produtos de marca branca e apenas lavando a roupa quando houver roupa suja para encher a máquina.


De Izanagi a 17 de Fevereiro de 2011 às 00:28
Devem ter sido os chineses do partido comunista que colocaram Carlos Costa como governador do Banco de Portugal.
Terá sido mesmo assim. Serão eles o governo?


Comentar post